Sunday, 16 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

Canguru vaidoso?

Meu cunhado vive repetindo uma máxima com a qual sempre relutei em concordar totalmente: “A televisão é uma fábrica de idiotas!” Meus óbices são, talvez, motivados pela paixão, pois sou apaixonado por filmes, por futebol, por programas de humor e telejornal. Na quarta-feira (16/10/2013), balancei em minhas convicções, quando liguei no canal Globo News pela manhã ao ouvir uma repórter dando uma aula, um show de desinformação. Fiquei pensando: “É realmente uma fábrica de idiotas”. Talvez eu esteja ficando velho e já não tenha tanta tolerância quando ouço abobrinhas. De saída, a repórter largou duas: “Um canguru vaidoso invade uma loja de perfumaria no aeroporto de Melbourne”. “Esse aeroporto é bastante frequentado por cangurus”.

Canguru “vaidoso” não entra na minha cachola. E o que dizer de cangurus frequentando aeroportos? Para onde eles vão? Isso eu não sei. Só sei para onde vai quem escreveu o texto da repórter…

Fazer graça com coisa séria dá Ibope? Quem escreve tamanha baboseira não assiste depois? Ninguém revisa? Não poderiam transformar em algo educativo, pelo menos? Não poderiam mostrar para os desavisados quem é o invasor do espaço de quem? Que os cangurus já estavam ali, muito antes dos animais humanos? Mas não, um trocadilho de mau gosto tem sempre a preferência, é mais engraçado do que um texto educativo, que é chato e não dá Ibope.

Achei um escárnio, um desrespeito com aqueles que tanto lutaram por esse espaço. É, estou ficando velho e ranzinza e meu cunhado começa a ter razão!

******

Robak Barros é técnico judiciário, Criciúma, SC