Monday, 22 de April de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1284

Mistura de ‘JN’ com ‘Fátima’

Muito se especulou nas últimas semanas sobre as mudanças que estariam sendo preparadas para o Fantástico. O resultado oficial foi anunciado nesta segunda-feira, em uma entrevista coletiva realizada no novo estúdio, que passa a ser integrado à redação jornalística. A apresentação continua a cargo de Renata Vasconcelos e Tadeu Schmidt. Nada, portanto, de Evaristo Costa, ao menos por enquanto – ele só deixa a bancada do Jornal Hoje para cobrir férias de Tadeu, ainda sem data marcada. Deixar palco e produção no mesmo espaço aproxima o formato do dominical ao dos principais telejornais da TV Globo, como o Jornal Nacional e o próprio JH. “Eu me sinto mais à vontade agora, porque a redação é o nosso local de trabalho. Não vai ser um cenário, tudo funciona de verdade. Vamos abrir nossa ‘casa’ ao telespectador, dividindo com ele o dia a dia”, disse Renata, destacando a grua com dez metros de alcance, capaz de fazer um plano geral da redação-estúdio de 500 metros quadrados.

A parte de variedades também ganha mais importância a partir do próximo dia 27, data marcada para a estreia das novidades. O estúdio ganhou um ambiente com sofás e cadeiras para receber convidados – como faz Fátima Bernardes em seu Encontro. “É como uma sala de estar. Teremos duas, na verdade, e mais um café”, apresentou Renata. O palco onde ela e Tadeu passam a maior parte do tempo pode ser rapidamente adaptado para pocket shows acústicos ao vivo. Ainda seguindo a linha da atração matutina da colega, o dominical terá humorista fixo para comandar um quadro de improvisos com participação de uma plateia. O convidado é o ator Pedro Cardoso, que já começou suas gravações. O médico Dráuzio Varella volta em novo quadro, no qual falará sobre câncer de mama. No mais, o conteúdo continua basicamente o mesmo, conforme esclareceu o diretor Luiz Nascimento. “O que vai mudar é a forma de apresentação”

Luizinho, como é conhecido, refere-se à alta tecnologia empregada em toda a produção. A começar pelo telão de 25 metros quadrados, que ficará atrás dos apresentadores e faz do touchscreen algo do passado. “Agora, basta se aproximar um pouco para ativar os sensores e movimentar a tela da forma que quisermos”, explicou Tadeu. Na apresentação, Renata se enrolou e precisou ficar na ponta dos pés para recuperar uma imagem que havia perdido. “Estamos treinando há algumas semanas, é tudo muito sensível. O programa é ao vivo, claro que pode acontecer alguma falha, mas levaremos naturalmente. Quando couber, podemos até fazer uma piada”, descontraiu ela, que pode conversar com correspondentes internacionais por meio de um telão secundário que tem quase a sua altura. Os apresentadores também poderão dividir espaço com gráficos ou hologramas colocados diante deles.

Vazamento

Por trás de todas as novidades está, claro, uma tentativa de barrar a queda da audiência, que no mês passado registrou o pior índice da história. Oficialmente, porém, ninguém assume a preocupação. “Claro que a gente quer conquistar o maior público possível, mas o que vale é a relevância do assunto”, minimizou o diretor, ao que Tadeu acrescentou: “Audiência é consequência”. Renata limitou-se a lembrar que “o Fantástico é líder há mais de 40 anos”. Esse assunto só não é mais delicado do que o vazamento, há alguns dias, de um piloto do novo programa na internet – que já mostrava a integração do estúdio com a redação, por exemplo. Apenas Luizinho comentou o episódio, de forma sucinta: “Foi um episódio deplorável. Vazou uma das montagens que fizemos. Trata-se de um crime de furto de conteúdo, que terá consequências legais”. Visivelmente desconfortável, Renata limitou-se a dizer que a declaração do chefe resume o sentimento de toda a equipe.

******

Pollyane Lima e Silva, da Veja