Sunday, 16 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

Paulo Machado

‘Os leitores acostumados a utilizar as nuvens de assuntos para pesquisar e filtrar as matérias de seu interesse sentem a falta dessa importante ferramenta de navegação na Agência Brasil. Para o veículo virtual de comunicação a funcionalidade permite a multiplicação de seu conteúdo quase automaticamente por outros sites, proporcionando maior capilaridade das notícias.

Os leitores reclamam. Osmani Falqui escreveu: ‘Separem os feeds para cada ‘caderno’ de notícias. Um para Cidadania, uma para Economia, outro para Educação, etc, e, por fim, um que tenha tudo, o Geral. Do contrário fica uma grande bagunça.’

Edgar C. J. lamentou: ‘Antes eu filtrava as informações, por exemplo, temas como agricultura familiar e obtinha um feed de informações específicas para que eu pudesse divulgar. Agora, com o domínio não sendo mais .gov, isso mudou e sou obrigado a ter todo tipo de notícias. Que pena, sempre gostei e agora não posso mais usar.’

Leonardo Fontenelle declarou: ‘tenho muito interesse no material da Agência Brasil, mas meu tempo é limitado e preciso focar nos artigos da área da saúde. Antigamente eu assinava o feed dos artigos marcados como a tag saúde, mas com a re-estruturação do website aquele feed deixou de funcionar, e os links para notícias anteriores ficaram quebrados.’ e solicitou: ‘Gostaria de que fossem tomadas providências para que os leitores possam receber notícias filtradas por assunto, por exemplo usando as categorias listadas no cabeçalho (cidadania, economia, …).’

Todas estas, bem como outras demandas no mesmo sentido, foram encaminhadas para a ABr e para o Setor de Tecnologia da Informação da EBC.

Da Agência Brasil obtivemos a seguinte resposta: ‘Consideramos importante a adoção de um sistema RSS por assunto para que o leitor possa acessar mais rapidamente as informações de seu interesse. A maior parte das informações nas páginas da Agência Brasil estão organizadas por um espécie de editoria em torno de alguns assuntos. A adoção deste sistema, que é de responsabilidade da nossa equipe da área de tecnologia da informação, depende de um planejamento e ajuste do nosso atual sistema, segundo informações que obtivemos desta área da EBC.’

Mas boa notícia vem do setor responsável pela tecnologia da informação: ‘O sistema de RSS da Agência Brasil atualmente suporta uma geração de todas das notícias, sem uma distinção por editoria. Esta é uma funcionalidade que será implementada assim que finalizarmos as atividades referentes a cobertura do processo eleitoral do dia 03 de outubro. Tão logo tenhamos encerrado essas atividades, estaremos implementando o novo sistema de RSS, dividindo-o por editorias.’

Continuaremos aguardando na expectativa de que, com o final da cobertura eleitoral, os aprimoramentos sejam implementados. Sem eles, a reprodução das notícias fica seriamente comprometida, principalmente pela redes sociais, conforme lembrou o leitor Michel Otto Barbosa: ‘Gostaria de sugerir que os textos e conteúdo publicado por este portal possuam um meio de republicá-los em redes sociais (muitíssimo ativas no Brasil). Assim, acredito, poderemos (nós leitores) contribuir para a disseminação do conteúdo desse portal com eficácia.’

Até a próxima semana.’