Monday, 20 de May de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1288

Rocinha nunca foi Canudos

Emissoras de televisão e outros meios deram a entender, ou publicaram explicitamente, como o Globo, a informação falsa de que agora vai começar a ser recolhido o lixo da favela da Rocinha.

O lixo é recolhido na Rocinha há décadas. A passagem dos lixeiros foi suspensa uma semana antes da invasão da favela porque, segundo algumas fontes, se temia que o traficante Nem fugisse dentro de um caminhão de lixo.

Jornalistas e comentadores se acostumaram com o bordão de que o Estado está ausente das favelas. É preciso insistir na crítica a essa premissa, sob pena de não entender o que aconteceu, o que acontece e o que acontecerá nas relações entre sociedade, Estado e crime organizado. No Rio de Janeiro e no país todo.

O Estado está presente na prestação ou concessão de diferentes serviços. Infelizmente, está presente sobretudo na associação com bandidos promovida por servidores públicos. Ilegal, irregular, criminosa. Mas antiga e constante.

Ausência do Estado havia no Arraial de Canudos. A Rocinha, oficialmente, nem é favela. É uma Região Administrativa do município do Rio, a 27ª.