Monday, 22 de April de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1284

Artigos de José Miguel Wisnik

Machado copidescado

A trapalhada é tamanha que fica difícil decidir por onde começar. Mas trata-se de oferecer gratuitamente a novela O alienista, de Machado de Assis, para trabalhadores pobres não habituados à leitura. Como enfatiza a autora do projeto, Patricia Engel Secco, a tiragem de 300 mil exemplares, com o selo do Ministério da Cultura e da […]


Maria Antonia

Em 64 a repressão desarticulou o sistema político, perseguiu a esquerda, investiu contra os sindicatos, mas deixou funcionando uma vida universitária e artística que era majoritariamente oposta ao regime É sabido, embora muitas vezes esquecido e confundido, que depois do golpe militar de 1964, e até o AI-5, no final de 1968, viveu-se no Brasil […]


O arrastão

Estarrecedor, nefando, inominável, infame. Gasto logo os adjetivos porque eles fracassam em dizer o sentimento que os fatos impõem. Uma trabalhadora brasileira, descendente de escravos, como tantos, que cuida de quatro filhos e quatro sobrinhos, que parte para o trabalho às quatro e meia das manhãs de todas as semanas, que administra com o marido […]


Objeto desidentificado

Não sei como estará a situação no sábado, quando este artigo for publicado. Na quinta-feira, em que escrevo, as notícias desencontradas continuam não dando conta do paradeiro do Boeing 777 da Malaysia Airlines. É desse lugar que falo, ou melhor, é disso: do avião que está fora do ar, em todos os sentidos. Falo do […]


A derradeira última hora

O jornalista Oswaldo Mendes, também biógrafo de Plínio Marcos, contestou na “Folha de S.Paulo”, no artigo “Falhas de memória“, o endosso que eu dei aqui à afirmação de Chico Buarque de que a entrevista que ele concedeu ao jornal “Última Hora”, dirigido por Samuel Wainer, em 1974, não autorizava inferir que ele tivesse boas relações […]


Esta é sua vida

Não é segredo, embora invisível de tão óbvio, que as matérias culturais na imprensa brasileira passaram a se pautar predominantemente, desde um tempo que talvez possa ser datado como o das duas últimas décadas, pelos itens vendagem, comportamento, moda e polêmica de superfície. A mercantilização da cultura é muito mais antiga, está longe de ser […]


Sobre o movimento e a entrevista ao ‘Roda Viva’

No décimo oitavo andar de um hotel no Rio fustigado por ventos, em que o inverno no Leblon é quase glacial, vejo o nu frontal do mar. É no embalo tormentoso dele que divago sobre as polêmicas recentes desencadeadas pela entrevista de Pablo Capilé e Bruno Torturra no “Roda Viva”, polêmicas que põem em questão […]