Monday, 22 de April de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1284

Artigos de Rodrigo Panchiniak Fernandes

Antártica brasileira

Ser brasileiro éuma religião: Deus ébrasileiro. Ser brasileiro éuma pátria: Barão do Rio Branco; ser brasileiro éuma profissão: Brasil, Brasilense, Brasileiro. Ser brasileiro éuma etnia: Darcy Ribeiro. Esses quatro aspectos simultâneos colocam a brasilidade acima do triplo hibridismo judaico (religião, etnia e país) e igualmente alvo dos antagonismos racistas. Se jánão bastasse o antissemitismo no […]


A estranha quase morte de Mikolaj Przybyl

Até aonde minha juvenil experiência de leitor é capaz de indicar, às vezes, mas poucas vezes, um fato é tão extraordinário que, por si só, ultrapassa as barreiras do jornalismo descartável. Depois que a revista piauí inaugurou para todo o planeta o caso Sean Goldman, por exemplo, passou a ser impossível a quaisquer edições descartáveis […]


As controvérsias da grande mídia

A semântica é controvertida. Não apenas por causa da ciência e dos significados, mas também pelo fundamental hábito de significar, de usar palavras com o objetivo da comunicação inteligível. Pode-se mesmo dizer que a controvérsia da semântica assenta-se sobre a controvérsia mais fundamental do animal que a pratica. As pessoas são controvertidas e a semântica […]


Do ódio à crise

Em entrevista a Jon Stewart (8/11), o infame Bill, marido de Hillary Clinton, uma espécie de ministra das Relações Exteriores nos Estados Unidos, expressou seu pensamento político ao classificar países estrangeiros como competidores. Em entrevista ao Globo News (2/12), Christiane Lagarde, sucessora do difamado Dominique Strauss-Kahn na direção do FMI, revelou acreditar que a crise […]


A notícia, o circo e a crise

Todo circo proporciona à sua plateia o maior espetáculo da Terra. O superlativo está intrinsecamente associado a essa atividade, assim como a afluência das crianças. Um mágico nunca pode ser um impostor; é impossível acusar um palhaço de exercício ilegal da profissão. Até o humorista triste, quando interrompe a apresentação e admite não ter graça, […]


Imprensa, país e fruta

Advertência: este texto contém filosofia explícita e pode ser inapropriado para escolares ou adultos sensíveis ao conceito de nação. Todos os dias a imprensa propaga, também com o sentido de propagandeia, a noção pós-medieval de Estado, simplesmente por delimitar os eventos descritos às circunscrições convencionais das fronteiras geopolíticas. Embora essa forma de classificar seja tão […]


O futuro de Berlusconi

“Quem controla o presente controla o passado e quem controla o passado controla o futuro” (George Orwell, 1984, apud Julian Assange, “Conversation with Julian Assange” Part I) Nesta sexta-feira (4/11), a agência Reuters publicou “Italy government hangs by thread as coalition crumbles” (Governo da Itália enfrenta desafios enquanto a coalizão fraqueja, tradução à moda milanesa). […]


A melhor imprensa do mundo

O senso comum, acompanhado por analistas e críticos despreparados, diz piamente que o objetivo da imprensa é informar. Isso é tão ingênuo e ultrapassado quanto, na linguística, defender que os sentidos literais são mais frequentes ou importantes que os correlatos metafóricos. Por outro lado, apontar a prioridade comercial do empreendimento jornalístico é uma acusação apenas […]


A metafísica da censura

A autocensura é contraditória, pois a censura ocorre pela iniciativa de outro que não o próprio censurado. Portanto, a autocensura é simultaneamente realizada e não-realizada. Mas a autocensura também é equívoca porque, não obstante ser contraditória, é muito utilizada para referir enfaticamente a todo tipo de pudor. A forma mais econômica de censura é estabelecer […]


A semântica dos vazamentos

Uma das melhores agências de jornalismo investigativo do Brasil, a Pública.org, divulgou “WikiLeaks: Greenhalgh e os diplomatas” (5/8). O texto seria apenas mais uma matéria sobre as revelações promovidas por Julian Assange se não subscrevesse, na prática, a ideologia do jornalismo científico defendida pelo editor australiano. No jornalismo científico, ao contrário do que ocorre nos […]


Desinformar é o negócio

O papel dos pares opostos é um dos assuntos mais batidos em linguística. Foi sobretudo importante para Ferdinand de Saussure (1857-1913), considerado, por muitos autores francófonos, o pai da ciência que estuda as linguagens. Nos cursos introdutórios, a existência dos fonemas é atribuída à possibilidade de certas letras desempenharem oposições semanticamente relevantes. As unidade fonológicas […]


A cena do crime

As matérias da SkyNews e BBC sobre os conflitos campais de Londres enfatizaram a expressão “cena do crime”, em uma tentativa equivocada de dar manutenção ao moral. Um comentarista chegou a dizer que a polícia investigará centímetro a centímetro a “cena do crime”, enquanto era exibido o filme clássico dos policiais caminhando lado a lado […]



Os verdadeiros pais de José Alencar

A primeira tristeza provocada pela morte de José Alencar, o homem, é a tristeza provocada por todas as mortes e incide, sobretudo, nos parentes e amigos do falecido. A segunda tristeza provocada pela morte é a do impulso de examinar a origem da notícia.Nos últimos oito anos, a imprensa do primeiro mundo, fonte da objetividade […]


As sete regras da redação

1. (C)oncederEvite nomear os anônimos. Não é mérito algum enaltecer ou criticar um desconhecido. Ele acabará sabendo, de alguma forma, e você poderá passar por uma saia justa tanto pelo elogio quanto pela crítica. O nome é sagrado, conceda o privilégio do anonimato. No dia-a-dia, prefira exibir os nomes que já tenham sido expostos.Observação: cite […]


Repressão arbitrária pela mídia monocrática

O Globo é um jornal popular vendido diariamente nas cerca de 2.600 bancas de revistas esplendidamente instaladas no meio das calçadas cariocas. As bancas também vendem guloseimas, enquanto o Globo mantém um comércio das vaidades. A maioria dos leitores não frequentar o restaurante com melhor destaque no jornal viabiliza praticar os preços que fazem a […]


Equivalente a ‘whisky nacional’

Segundo o serviço de análise de tráfego Alexa.com, a Globo possui o sétimo endereço de internet mais acessado no Brasil. Em virtude da prática editorial também predominante no G1, Brasil, no contexto comercial, significa ruim, como em ‘whisky nacional’. Embora a crítica usual à imprensa concentre-se sobre as formas e conteúdos da notícia, a linha […]


Desvelização universal

O secretário americano da Defesa, Robert Gates, repreende Julian Assange. Diz que a desvelização da WikiLeaks põe sob risco os interesses americanos, incluindo-se o interesse americano de, nos países hospedeiros, os traidores e colaboracionistas permanecerem vivos, traidores e colaboracionistas. Gates pode não estar considerando o poder de a WikiLeaks revelar os atos da contra-inteligência. É […]


Fatos, factoides e factides

Na classificação dos eventos públicos, aos fatos reserva-se a segurança epistemológica. Não se duvida de que o fato tenha ocorrido independentemente da ação direta de quem pela primeira vez o tenha divulgado. Na teoria da ciência, a crença na existência dos fatos é um lugar-comum identificado com as versões mais ingênuas do positivismo: é o […]


Palavra e metapalavra

Na obra, o operário grita (a) para outro, talvez operário, talvez superior hierárquico. Pode ser que o João venha, pode ser o serrote. De qualquer maneira, o dito do João foi suficientemente relevante para ser propagado, redito pelo operário gritante.(a) O João disse que vem.O que diz dizer que alguém disse? Suponha-se que João estivesse […]