Friday, 19 de August de 2022 ISSN 1519-7670 - Ano 22 - nº 1201

Artigos de Samuel Lima

Redes sociais: tempo de vida, fake news e manipulação

Tim Kendall é simples e direto: “Quanto tempo da sua vida você está disposto a nos dar?”, indaga o ex-diretor de monetização do Facebook. Kendall é um dos muitos ex-executivos das chamadas big techs que falam abertamente sobre o modelo de negócios, democracia, controle e mensuração do perfil psicográfico dos usuários das chamadas redes sociais, […]


Democracia e jornalismo: uma dissonância histórica no Brasil

Publicado originalmente no site objETHOS Nascido como “filho da modernidade”, cujo modelo de jornal-empresa remonta ao período entre 1830 e 1840, na França, o jornalismo veio ao mundo fazendo três promessas seculares: a defesa da liberdade (especialmente a de expressão e de imprensa), da democracia e do paradigma da verdade. Sob o signo das luzes […]


Jornalismo, disputa da hegemonia e opinião pública

Publicado originalmente em objETHOS Convidado que fui para discutir esse tema complexo com estudantes, colegas professores e pesquisadores da Universidade Federal do Acre (UFAC), cá estou, em Rio Branco, com a nobre missão de fazer a palestra de abertura da 8ª Semana Acadêmica da Comunicação, que tem como tema “Jornalismo, Ética e Responsabilidade Social”. A […]


Globo e Venezuela: a saga da desconstrução do jornalismo

Publicado originalmente pelo objETHOS. A revelação causaria espanto e enérgica reação, ato contínuo, em qualquer país democrático do planeta: o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, declara de viva-voz a um ministro seu, que a maior empresa de comunicação do país (a TV Globo – veja a imagem) é sua “inimiga” – e que, por […]


O confronto milenar entre conhecimento e credo

Texto originalmente publicado pelo objETHOS. O jovem teórico Adelmo Genro Filho, que partiu precocemente aos 38 anos, no verão de 1988, nos legou uma obra lapidar que compreende o jornalismo como uma forma social de conhecimento. Isto significa, pensar, conceber e praticar o jornalismo como um tipo de conhecimento relevante, espécie de matéria-prima essencial à […]


Jornalismo e democracia: construção e desconstrução

Publicado originalmente em objETHOS. Num processo eleitoral atípico, ímpar na história recente do país, a imprensa protagonizou talvez uma de suas piores performances, paradoxalmente à inegável capacidade técnica e tecnológica de produzir um insumo democrático tão valioso que é a informação jornalística. O processo eleitoral se dá ainda no curso de um golpe institucional (protagonizado […]


O assassinato de Marielle Franco: a cobertura “palaciana” e fake da Folha e do Estadão

Publicado originalmente pelo objETHOS. Passadas quase duas semanas do covarde (e cruel) assassinato da vereadora carioca Marielle Franco e de Anderson Gomes, motorista da parlamentar, é possível refletir criticamente sobre a cobertura dos dois maiores jornais impressos do país (Folha de S.Paulo e O Estado de S. Paulo). Desconheço qualquer investigação jornalística de ambos — […]


Jornal afirma que setor financeiro já lida com um pós-Dilma

Na profusão de fatos gerados pelo terremoto político-jurídico-midiático, a partir das primeiras horas da manhã da última sexta-feira (04/03), com a “condução coercitiva” do ex-presidente Lula, em São Paulo, o jornal Valor Econômico “navegou” na crista da onda e brindou o distinto público com uma esdrúxula edição (sábado, domingo e segunda-feira, 5, 6 e 07 […]


Um novo estilo de governança para o jornalismo

É do jornalista e pesquisador espanhol Pascual Serrano a precisa anotação sobre a relevância dos meios de comunicação em nossos dias. Trata-se do “papel cada vez mais sofisticado e potente que os meios de comunicação adquiriram nas sociedades democráticas, onde a formação da opinião pública é um elemento essencial para o exercício do poder” (MORAES […]



Névoa midiática e versões dos fatos

“Os fatos são teimosos; sejam quais forem nossos desejos, nossas tendências ou os ditames de nossa paixão, eles não podem alterar os fatos e os dados concretos.” (John Adams) “Os fatos são estúpidos.” (Ronald Reagan, ex-presidente dos EUA) Há muito observadores e críticos de mídia têm alertado para o novo papel desempenhado pelas empresas de comunicação, que se convencionou […]


Fatos, ilações e militância política

A investigação de denúncias de corrupção envolvendo a Petrobras, batizada de Operação Lava Jato pela Polícia Federal, que começou em março deste ano, entra em sua sétima fase (“Juízo Final”?) produzindo uma cena inédita: a prisão dos poderosos empresários e executivos da construção civil. Para além do espetáculo midiático, estrategicamente pensado pelo juiz federal Sergio […]


A mídia muito além da irresponsabilidade

As eleições não findaram com a reeleição da atual presidente da República, no último dia 26 de outubro. Pelo menos no universo particular da mídia corporativa brasileira, e em especial nos discursos, análises categóricas, supostas evidências, predições do caos e simulacro de jornalismo. Alguém precisa dizer, em português do Brasil, às empresas de comunicação e […]


Jornalismo terceirizado, credibilidade e o futuro

A jornalista Vera Guimarães Martins, ombudsman da Folha de S. Paulo, publicou na edição de domingo (14/09/2014, p. A6) uma coluna das mais relevantes, do ponto de vista do papel da mídia tradicional nas eleições em curso. A pauta era nada mais nada menos que a “bombástica” denúncia da revista Veja, que publicara em sua […]


A palavra, entre intenção e gesto

É de Chico Buarque e Ruy Guerra a imagem: “Se trago as mãos distantes do meu peito/ É que há distância entre intenção e gesto”. Os versos de “Fado Tropical” remontam a um tempo em que falar de flores vencendo canhões era desafiar a ordem ditatorial instituída. A franja de tempo se nos coloca outra […]


Duas narrativas e um debate desencontrado

– O que vocês aprenderam com a cobertura dos acontecimentos, a partir de junho, do ponto de vista de tecnologia, política e sociedade? A pergunta do mediador David Butter (jornalista com passagens pela Globo e G1) era ampla, mas parecia adequada para suscitar o debate. Dirigida, num debate promovido pelo canal YouPix, aos jornalistas Pedro Dória (editor […]


Quatro jornais à procura de um ator

Depois de acompanhar, em tempo real na internet e nas redes de TV aberta, as manifestações no Sete de Setembro de 2013, saí cedo no domingo (8) à cata de quatro grandes jornais impressos para conferir suas narrativas e enquadramentos, pelo menos em torno dos principais elementos de edição: manchetes, imagens, linhas finas e algumas […]


MPL, catarse coletiva e o jogo midiático

As manifestações públicas, que começaram em 6 de junho com 150 estudantes do Movimento Passe Livre (MPL), na frente da Prefeitura de São Paulo, parecem caminhar para um fechamento de ciclo nos próximos dias. Entre aquele momento e a quinta-feira (20/6), centenas de milhares de pessoas foram às ruas numa polifonia de vozes e propósitos, […]


Quando o “se” vira notícia e manchete

A revista Época reinventou o conceito de notícia em sua edição de 22 de abril de 2013: “E se fosse na Copa?”, indaga a manchete da publicação, sob a cartola em vermelho “Terror na maratona de Boston”. Mais que um exercício de futurologia ou mera abstração de pitonisa aposentada, a revista da Editora Globo parece […]


Aos acusados, o ônus da prova…

Motivado pela publicação de duas reportagens na Folha de S. Paulo, contestadas pelas fontes e igualmente pela ombudsman Suzana Singer, pensava em discutir sobre a distância que pode separar o trabalho da reportagem e a edição, em sua forma final (títulos, olhos, legendas, linhas finas e outros elementos gráficos e visuais), na mídia impressa. Contudo, confesso […]