Friday, 14 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

Biografia desaparecida do site da CEF está no Google

Noticia-se que foi removida do site da Caixa Econômica Federal a biografia da vice-presidente de Tecnologia, Clarice Coppetti. E é verdade. Mas, como os servidores do serviço de busca Google guardam cópias do que entrou na rede, e esses computadores ficam na Califórnia, lá estão as informações. O que chama a atenção, para um leigo em Caixa Econômica, em PT e em governos gaúcho e paulistano, é que nada na biografia de Coppetti parece indicar que há algum dado que cause dano à sua imagem. Vejamos:


“Nascida em Ijuí, Estado de Rio Grande do Sul, (Brasil) em 12/09/1963.


Formação Acadêmica


– Graduação em: Economia – PUC/RS


– Pós-Graduação em: Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação – FGV


Atividades Profissionais


– Diretora Comercial – PROCERGS – Companhia de Processamento de Dados do Estado do Rio Grande do Sul – 1999/2003


– Assessora Especial e Gerente de Projetos II – SPM – Secretaria do Planejamento Municipal – 1994/97.


– Assessora de Planejamento – EPATUR – Empresa Portoalegrense de Turismo S/A – 1992


– Assessora Econômica – Prefeitura Municipal de São Paulo – 1991.


– Monitora do Departamento de Formação – Instituto Cajamar – 1988/1990.’


O Centro de Mídia Independente publicou em julho passado a seguinte notícia:


CEF desvia dinheiro para o PT, diz relatório


Por MAR DE LAMA 21/07/2005 às 12:31


Um relatório aponta que a Caixa Econômica Federal também teria registrado arrecadação para campanhas do PT. O dinheiro público seria desviado por meio de fraudes na área de tecnologia, segundo o jornal Folha de S. Paulo.


O relatório, feito pela Gerência Nacional de Segurança da Caixa e encaminhado ao então vice-presidente de Logística, Paulo Bretas, em 18 de dezembro de 2003, afirma que, segundo denúncia recebida, o dinheiro colhido seria repassado mensalmente a ´Clarice de tal´, ´braço direito´ do presidente da CEF, Jorge Mattoso.


Segundo a Folha de S. Paulo, trata-se de Clarice Coppetti. Na época, assessora externa de Mattoso. Hoje, vice-presidente de Tecnologia do banco. Nomeada por Mattoso, Clarice é casada com César Alvarez, assessor da Presidência da República. Bretas, que teve sua imagem desgastada durante o caso Waldomiro Diniz, deixou a Caixa em maio deste ano.


Em nota encaminhada à Folha de S. Paulo na terça-feira, a Caixa afirmou desconhecer o documento, o qual não teria sido apresentado ´em nenhuma reunião do seu Conselho Diretor. Tampouco se encontra arquivado na gerência de segurança, que o teria elaborado´. Ontem, porém, a assessoria de imprensa da Caixa informou que uma auditoria interna será instaurada para investigar o caso.’


Outra informação, publicada na coluna do jornalista Cláudio Humberto, que foi o principal assessor de imprensa de Fernando Collor de Mello, reza o seguinte (13/10/2005):


O aparecimento de um novo personagem, no submundo do poder, em Brasília, serviu para revelar privilégios que o governo reserva aos companheiros: Cesar Alvarez, assessor do Palácio do Planalto com quem tratava Vavá, o irmão-lobista de Lula, embolsa uma ajuda de custo para morar em Brasília. Sua mulher Clarisse Copetti, vice-presidente de Tecnologia da Caixa, também. Indagada, a Caixa não se pronunciou.”


Aparecem também participações de Clarice Coppetti em listas de discussão do Projeto Software Livre (PSL), uma ONG gaúcha. São anteriores a sua ida para a estatal federal.


Na newsletter Relatório Bancário aparece o seguinte elogio, cujo teor fica um tanto irônico, em vista dos últimos acontecimentos. Coppetti foi escolhida pela publicação eletrônica, situada em São Paulo, uma das “personalidades financeiras” de 2005:


Clarice Coppetti – É uma das mais habilidosas e competentes lideranças do setor financeiro com destacada contribuição para o setor público. Gaúcha de Ijuí, Clarice tinha apenas 35 anos quando assumiu a direção da Procergs – a poderosa Empresa de Processamento do seu Estado. Na vice-presidência da Caixa há dois anos, Clarice vem liderando um processo de transformações que começam com o correspondente bancário e não terminam senão na construção de um novo paradigma. Sob seu comando, a Caixa Econômica Federal vem se transformando em modelo de transparência, governança e eficiência para o setor.”


Pesquisa no Google com a expressão “Clarice Coppetti” devolve neste momento 171 itens. O Yahoo tem 248 respostas. O All The Web (que é também Altavista) tem 251. O A9 tem 233. O Clusty tem 145.