Monday, 22 de April de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1284

Caso policial em Marília

A Polícia Civil paulista pediu a prisão do diretor da Central Marília de Notícias, José Ursílio de Souza, acusado de ter corrompido uma testemunha do incêndio provocado em 8 de setembro no Diário de Marília e em duas emissoras de rádio. Logo depois, neste Observatório da Imprensa, Ursílio denunciou o episódio como atentado à liberdade de imprensa. Em programa de televisão do Observatório, no dia 20 de setembro, o jornalista Oswaldo Machado, de Marília, disse que Ursílio é sócio do ex-prefeito Abelardo Camarinha, por ele acusado como autor do crime, e que eles entraram em conflito porque em dado momento cessou o fluxo de verbas para o Diário de Marília. Houve relato no Observatório:http://observatorio.
ultimosegundo.ig.com.br/artigos.asp?cod=347CID006