Saturday, 18 de May de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1288

É possivel confiar na Wikipedia?


A revista Esquire parecia ter encontrado uma resposta quando o jornal USA Today jogou mais lenha na fogueira acesa há um ano com a crescente polêmica em torno da confiabilidade numa enciclopédia online desenvolvida através de colaborações gratuitas e que hoje já supera qualquer outra publicação do gênero, em número de verbetes.


A matéria do exemplar de dezembro da Esquire reproduz os resultados de uma pesquisa iniciada em setembro de 2005 quando o editor A.J. Jacobs resolveu criar um verbete para testar o funcionamento da Wikipedia. O texto, colocado discretamente no site, continha 15 erros propositais distribuidos entre 709 palavras e 14 parágrafos.


A experiência durou três dias, e já nas primeiras 24 horas foram introduzidas 224 modificações. No segundo dia mais 149 e no final do terceiro dia, 23 de setembro, foi atingido um total de 576 alterações feitas por 76 colaboradores que corrigiram todos os erros, menos um, e transformaram o original num texto de 771 palavras com 15 parágrafos. Quem desejar comparar os dois textos pode visitar a página com os resultados da investigação.


Mas enquanto passava com louvor pelo teste da Esquire, a Wikipedia perdia pontos no caso John Seigenthaler, um jornalista de 78 anos de idade, cuja biografia foi alterada intencionalmente para transformá-lo num suspeito de cumplicidade no assassinato do president John Kennedy, em novembro de 1963. O erro ficou na rede durante quase seis meses antes de ser descoberto, agora em dezembro.


A biografia errada de Seigenthaler ainda estava na rede quando o jornal Los Angeles Times teve que abortar uma experiência de uso do mesmo software de Wikipedia para produzir editoriais escritos pelos seus leitores. O experimento durou algumas horas até ser sabotado através da colocação de imagens pornograficas no site do jornal.


A polêmica em torno da Wikipedia na verdade é mais do que uma discussão sobre virtudes e defeitos de um projeto pioneiro na internet. Ela antecipa o grande debate sobre a autoria compartilhada e a produção coletiva de conhecimentos, sem direitos autorais individuais. É aqui que a internet começa a mudar valores profundamente entranhados em nossa cultura.


A Wikipedia existe desde 2001 e já recebeu neste periodo 749 mil verbetes, na sua versão em inglês, enquanto a sua principal concorrente impressa, a Encyclopædia Britannica , tem apenas 65 mil textos. A propósito, o único erro não corrigido no texto da Esquire fixava em 120 mil o número de verbetes supostamente existentes na edição 2005 da Britânica em inglês. Existe uma edição em português da Wikipedia .


Segundo estimativas do criador da enciclopédia online, Jimmy Wales, o número de colaboradores que contribuiram até agora do desenvolvimento da Wikipédia é maior do que o dos trabalhadores que participaram da construção das pirâmides egípcias.


O teste da Esquire mostrou também que as noções de certo e errado também já não conseguem mais definir claramente os critérios de confiabilidade e credibilidade na internet. Está ficando cada vez mais claro que não existe mais a idéia de uma certeza absoluta da mesma forma que não dá mais para acreditar num erro absouto. Quatorze erros foram corrigidos mas um ficou.


Os resultados provavelmente seriam muito mais perturbadores se o teste fosse feito com verbetes da Britannica. Mas ela ainda é considerada uma instituição acima de qualquer suspeita pelos adeptos de um conjunto de valores em plena mutação.


Para todos os leitores, ficam aqui os meus votos de um Feliz Natal.