Friday, 14 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

IstoÉ Dinheiro lança “produto” Serra

Exame lançou Alckmin, IstoÉ Dinheiro lança Serra (com ponto de exclamação!). Exame se baseia numa pesquisa com homens de negócio, IstoÉ Dinheiro em pesquisas com amostras de todo o eleitorado. Como a eleição não é para a presidência da Fiesp, faz mais sentido.


A reportagem sobre José Serra tem informações sobre seu trabalho na Prefeitura melhores do que a reportagem da Exame sobre o governo Alckmin, feita, como informa a própria Exame, de dentro do Palácio dos Bandeirantes. Mas a pobreza dos dados é semelhante: agregados muito grandes, sem séries históricas. Também não foi ouvida nenhuma instituição de pesquisa.


Menciona-se que Serra terá um plano econômico, mas igualmente aqui há completa inversão do problema: em vez de um mapeamento dos problemas e das soluções que deverão ser discutidos na campanha de 2006, começa-se com nomes. E o tal plano é apenas uma alusão.


Na IstoÉ Dinheiro, como na Exame, ignora-se que existe um partido, o PSDB. Pasme, leitor: na reportagem sobre Serra essa sigla nem é mencionada.


Na IstoÉ Dinheiro a questão social não é totalmente ignorada, mas aparece apenas como item da pré-campanha de Serra: o prefeito dá aulas de matemática em escolas, inspeciona ou inaugura postos de saúde.


O pior é que Serra é apresentado, literalmente, como “produto”.


(Ver também, abaixo, texto sobre lançamento de Alckmin pela Exame.)