Friday, 14 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

Jornalista ferido dentro da redação por traficantes, no México

Notícia do Dallas Morning News: piorou a situação da imprensa na cidade mexicana de Nuevo Laredo. Um repórter levou cinco tiros de dois pistoleiros que entraram ontem (7/2) na redação do El Mañana. O repórter, Jaime Orozco Tey, está hospitalizado em estado grave.


Não adiantou, como era de se prever, a autocensura praticada por jornalistas com medo de poderosas quadrilhas de traficantes. Eles explicam que não podem apelar para a polícia, muito ligada aos bandidos. Em março de 2004, o editor chefe do El Mañana, Roberto Mora Garcia, foi assassinado a facadas. Em abril de 2005, a repórter de rádio Guadalupe Lupita Garcia Escamilla foi assassinada com nove tiros. No mês passado, dois repórteres do El Mañana escaparam depois de ficar entre quadrilhas de bandidos que se atacavam a tiros. Traficantes de drogas são suspeitos de ter participação em dois ou três dos oito assassinatos de jornalistas ocorridos no México desde 2003.


O presidente Vicente Fox reagiu com indignação e garantiu proteção federal para o jornal.


Houston Chronicle também fez o título pela reação de Fox e o San Diego Union-Tribune menciona os pedidos de investigação.


Eis a localização de Nuevo Laredo, em ilustração publicada pelo Dallas Morning News: