Wednesday, 29 de May de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1289

Limites da ‘blindagem’

O comportamento da Bolsa de Valores ao longo desta semana serve como lembrete: é perigoso acreditar na retórica que imagina haver uma miraculosa blindagem inexpugnável da economia brasileira. A economia melhorou sensivelmente, mas não existe e não existirá a ilha de tranqüilidade desenhada nos discursos do então presidente Ernesto Geisel.


A tendência da mídia e da opinião pública no Brasil é oscilar entre depressão e euforia, estados de espírito que são sistematicamente cavalgados por partidos e por líderes políticos. Com isso, produz-se sempre um déficit de lucidez e serenidade.


Antes de mais nada, é preciso não perder de vista que a tal da blindagem é uma metáfora, sugerida pelo recurso que ricos e nem tão ricos usam para tentar obter mais segurança nas grandes cidades brasileiras.