Tuesday, 18 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

O panfletário Tales

Tales Alvarenga confunde na Veja desta semana capacidade de indignação com agressão física. Escreveu um tópico chamado ‘Santa bengalada’. Diz que as bengaladas de Yves Hublet em José Dirceu foram morais. Não foram. Foram bengaladas. A punição moral foi dada pela Câmara. Argumenta que a bengala é leve e o velho não tinha força para machucar Dirceu. Ignora o conceito de agressão. Basta um gesto, uma palavra, uma ameaça. Cita a Bíblia (em itálico…) para dar ar de santidade a seu panfletinho.


Alvarenga pretende interpretar o sentimento de ‘milhões de brasileiros’. Não tem mandato para isso. Tem um lugar importante na imprensa e o usa mal.