Monday, 17 de June de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1292

Venda gigante de jornais

O site do Observatório da Imprensa passa por uma reforma. O design atual da área de blogs faz com que pequenos itens fiquem perdidos na página. Por isso reúno aqui mais de um tópico.


Venda gigante de jornais


O Estadão noticia hoje a venda da rede de jornais Knight Ridder para a McClatchy Co, uma empresa de jornais da Califórnia. Foram 32 jornais, por 4 bilhões e meio de dólares. Dos mais importantes, a McClatchy pretende ficar com o Miami Herald e com o Charlotte Observer e vender o Philadelphia Inquirer e o San Jose Mercury News. Um especialista citado na reportagem de Paulo Sotero diz que o interesse pelos jornais está principalmente na expansão de suas operações online.


Mais esclarecimento sobre a gripe


Pode estar na hora de levar para a primeira página dos jornais, e demais posições de destaque na mídia, a discussão sobre a preparação do Brasil para enfrentar uma epidemia de gripe aviária, se e quando vier.


Subsídios agrícolas


O Wall Street Journal encartado no Estadão noticia hoje que setores do agronegócio americano tomam posição contra os subsídios milionários dados pelo governo. O movimento atribui aos benefícios parte da responsabilidade pela fome na África. Se esse estado de espírito tomar corpo e tiver tradução prática, será uma mudança monumental. A palavra agora está com os correspondentes brasileiros nos Estados Unidos.


Compensação digital para as teles


Informa Daniel Castro, na Folha de S. Paulo desta terça-feira, 14 de março, que o governo já decidiu que as telefônicas não poderão entrar no ramo da TV digital aberta. Mas serão compensadas com alteração legal para que entrem na TV paga.


Luís Nassif contesta hoje, mais uma vez, notícia da própria Folha de S. Paulo, onde escreve, segundo a qual o governo já se decidiu pelo padrão japonês de televisão digital. Para Nassif, a pressa pode fazer o Brasil perder margem de negociação.


O programa da véspera


Por equívoco, a Rádio Nacional FM de Brasília levou ao ar às 9h10 o Observatório da Imprensa no Rádio de ontem, dia 13 de março. O problema foi resolvido às 12h30 na Rádio Nacional AM. Na origem da confusão está um problema de transmissão por correio eletrônico do arquivo sonoro, devido a falha operacional do provedor de banda larga em São Paulo. Para ler e ouvir o programa de hoje, dia 14, clique aqui.