Sunday, 03 de July de 2022 ISSN 1519-7670 - Ano 22 - nº 1194

Mulheres pesquisadoras em Comunicação e Política debatem jornalismo e posições anticientíficas

Próxima live será na quinta-feira (09) com o tema “Jornalismo, autoridades públicas e posições anticientíficas

Pesquisadoras da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e Instituto Sivis deram início a um projeto que busca fomentar a voz feminina no debate em Comunicação e Política no país neste momento da pandemia.

Intitulado “Diz, mulher! Diálogos em Comunicação e Política“, as lives quinzenais têm abordado diferentes temas como governos e campanhas de saúde, transparência públicas, jornalismo regional, entre outros. Na próxima quinta-feira (09), às 19h30, ocorrerá mais um debate do projeto, desta vez tratando sobre “Como o Jornalismo pode lidar com autoridades que defendem posições anti científicas?”.

Participarão as professoras Lucy Oliveira, do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e pós-doutora pelo Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP), e Camila Mont’Alverne, Doutora em Ciência Política (UFPR) e pesquisadora do Instituto Sivis. O debate terá a mediação de Edna Miola (UTFPR).

A proposta surgiu com o objetivo de ampliar os espaços de diálogo das pesquisadoras mulheres da área de Comunicação e de Política com a sociedade. As lives anteriores podem ser assistidas no canal do Youtube do Grupo de Pesquisa DISCORD, disponível neste link ou pela página.

Serviço:

Live “Diz, mulher: Diálogos em Comunicação e Política”

Tema: Os limites do debate público — Como o Jornalismo pode lidar com autoridades que defendem posições anticientíficas?
Quando: 09/07, quinta-feira
Horário: 19h30
Transmissão: Canal do DISCORD no Youtube, disponível neste link.