Saturday, 13 de July de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1296

Harry nu

O príncipe Harry de Gales, terceiro na linha de sucessão do trono britânico, vinha fazendo muito, recentemente, para mudar sua imagem, de príncipe playboy para a de um membro disciplinado da companhia real.

Em março passado, ele representou a rainha Elizabeth 2ª, no ano do jubileu de diamante de sua coroação, em uma visita à Jamaica, e, em seguida, fez uma visita bem-sucedida visita ao Brasil.

Depois de participar da cerimônia de encerramento da Olimpíada de Londres, ele viajou, inexplicavelmente, a Las Vegas, nos Estados Unidos, como convidado de um magnata dos cassinos.

Lá, pulou na piscina e depois voltou à sua suíte no hotel acompanhado por uma horda de beldades avantajadas com quem Harry tinha conversado no bar do hotel. Tirou toda a roupa.

Harry vai à guerra

Ninguém teria percebido nada disso se um dos convidados não tivesse usado o celular para fotografar o príncipe se divertindo com uma jovem loira de seios fartos e tivesse vendido a imagem a um site de Hollywood cuja especialidade são as fofocas sobre as mais diversas celebridades.

As imagens de Harry nu agarrado a uma jovem atraente logo ganharam divulgação viral. A Casa Real não gostou nem um pouco.

A imprensa britânica optou por não publicar as imagens, que todo mundo havia visto e que qualquer britânico poderia acessar pelo Facebook. A imprensa do Reino Unido guardou o mesmo silêncio quanto ao relacionamento do tio-bisavô de Harry, o rei Eduardo 8º, com a sra. Wallis Simpson. Mas isso foi em 1936.

Por isso, Rupert Murdoch, renomado republicano, instruiu seu tabloide mais vendido, The Sun, a publicar a foto de Harry segurando o que o texto descrevia como suas “joias da coroa”, bem como uma foto do traseiro nu do príncipe. Murdoch, incomodado com as dificuldades que vem enfrentando devido ao comportamento de seus tabloides britânicos, decidiu posar como defensor da “liberdade de imprensa”.

O capitão Harry Wales foi reconvocado às Forças Armadas, e será, ao que se diz, enviado ao Afeganistão -onde ele sempre quis estar, e esteve no passado, até que sua presença no teatro de guerra foi revelada por um site australiano.

Mídia social

Mas o Facebook deu o seu troco: soldados britânicos começaram a postar fotos deles mesmos nus. O príncipe Harry, afinal, só tem 28 anos, é solteiro e, na interpretação da maioria das pessoas, estava apenas se divertindo.

Decidir se partir para a farra em Las Vegas foi uma boa ideia, em plena era da mídia social, é um assunto diferente. Mas os membros da Casa de Windsor nunca foram conhecidos pelo brilhantismo. Ao menos intelectual.

***

[Kenneth Maxwell é colunista da Folha de S.Paulo]