Friday, 23 de February de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1275

A colheita dos coronéis

Jayme Brener

 

A

s urnas bafejaram, nas eleições de 4 de outubro, diversos políticos beneficiados por autorizações de instalação de Retransmissoras de TV (RTVs) no governo FHC. No Pará, por exemplo, vai ao 2º turno das eleições para governador o cacique Jáder Barbalho, sócio da TV RBA (Bandeirantes), autorizada a montar três RTVs. Integrantes de seu grupo político se beneficiaram de 14 outras autorizações. No Maranhão, novo ponto para a família Sarney, controladora do Sistema Mirante de Comunicações (quatro repetidoras). Das 26 retransmissoras entregues a políticos locais no governo FHC, 21 se destinavam a apaniguados dos Sarney.

Uma olhada preliminar – e muito parcial – no novo Congresso também permite identificar o avanço de coronéis da TV, que aumentaram seu rebanho eletrônico sob as asas de FHC. A Igreja Universal, que comanda a TV Record, além de várias emissoras locais, fez a festa: elegeu 14 deputados federais. Em São Paulo, fez o estadual mais votado, Faria Jr. (PMDB, com 170 mil votos), piloto do 0-900 da emissora. A principal peça de campanha de Faria Jr. era um livrinho de receitas, onde o candidato aparecia ao lado da apresentadora Ana Maria Braga. Da Record, é claro.

No Rio de Janeiro, Ronaldo Cezar Coelho, cujo irmão, Arnaldo, comanda a TV Rio Sul (autorizada, neste governo, a retransmitir a Globo em mais 5 cidades), foi o 4º deputado mais votado, pelo PSDB. O mato-grossense Wellington Fagundes (PL), integrante do grupo de Júlio Campos, foi o federal mais votado. Ele foi autorizado a montar, neste governo, uma rede que já conta com três RTVs. No mesmo estado, Pedro Henry (PSDB), que era suplente, foi o 3º mais votado. Ele é irmão de Ricardo Luiz Henry, sócio majoritário da TV Descalvados (SBT), autorizada a funcionar neste governo.

Em Pernambuco, reluz a figura de Inocêncio Oliveira (PFL, 2º mais votado do estado), piloto da TV Asa Branca (Globo) em Caruaru, autorizada por FHC a montar retransmissoras em mais quatro municípios. O maranhense Roberto Rocha (4º mais votado, PSDB), é sócio da TV Vale do Farinha (Bandeirantes, em Balsas), autorizada a retransmitir em mais três municípios. E Sarney Filho (PFL), irmão de José Macieira Sarney, sócio majoritário da TV Mirante, foi o 3º federal mais votado do estado.

 

LEIA TAMBÉM

Dossiê das concessões de TV, Sylvio Costa e Jayme Brener