Saturday, 18 de May de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1288

A transposiçãodo Círculo de Giz

O cerco montado para evitar o disparo da notícia foi ineficaz. A forma como a notícia repercutiria nos demais órgãos da Imprensa, uma vez publicada, mostrou, porém, como o bloqueio poderia ter sido eficiente se os documentos e informações básicas sobre a fraude não tivessem chegado primeiro exatamente à Folha de S.Paulo. Na realidade, o único outro grande jornal que acompanhou a denúncia foi seu concorrente paulista, O Estado de S.Paulo; no Rio, a grande imprensa diária ou se omitia, ou defendia subliminarmente (quando não de forma descarada) o empresário fraudulento.

Uma idéia aproximada desse comportamento, a partir de dados quantitativos, pode ser inferida no levantamento do noticiário relativo ao acordo Delfin-BNH nos principais diários editados no País (e no Rio), desde 30 de dezembro, quando saiu a primeira reportagem na Folha, até o dia 21 de janeiro, quando o governo afinal decretou a intervenção na Delfin. Eis o resultado, em centímetros quadrados e participação relativa do noticiário (iniciativa dos próprios jornais) ou de publicidade ou esclarecimento pago (iniciativa da Delfin ou de seus cúmplices no Governo):