Friday, 19 de July de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1297

Artur Xexéo

REALITY SHOWS

"Sobre barras energéticas", copyright O Globo, 07/04/02

"Eu sei que ninguém mais assiste a ?Casa dos artistas?. Mas o colunista está aqui para isso mesmo. Para se impor sacrifícios e manter sua função de revelar ao mundo o que de realmente importante acontece por aí. Foi na ?Casa dos artistas? que aprendi, por exemplo, a importância de uma barra energética para o desenvolvimento humano. Barras energéticas, como todo mundo sabe, são aquelas barrinhas que parecem de Chokito, mas, na verdade, são feitas mesmo com as doses ideais de proteína, sais minerais, albumina e outros quetais. Alheios a doces, corpos sarados costumam fazer a festa com barras energéticas. Imagine só o que elas significam num ambiente em que convivem Joana Prado, profissão: feiticeira; Vitor Belfort, profissão: namorado da feiticeira; Syang, profissão: praticante de sexo; Gustavo Mendonça, profissão: gêmeo; Ricardo Macchi, profissão: cigano Igor; e Analice Nicolau, profissão: posou um dia para a revista ?Sexy?. Pois é.

Dia desses, Sílvio Santos prometeu aos participantes de seu programa predileto que forneceria aos habitantes da casa a comida que eles quisessem. Era só pedir. Poderia ser uma feijoada, uma macarronada, um filé ao olho e óleo… era só pedir. E o que foi que Joana Prado pediu? Barras energéticas, é claro.

Desde então, a produção do programa fornece doses semanais de barras energéticas aos participantes da gincana. O produto é tratado como ouro. E 20 barras por semana não estão sendo suficientes. Gustavo começou a roubar as barras. Macchi percebeu e, mafiosamente, faz o gêmeo dividir o produto do roubo com ele. Analice descobriu e, sempre que é feita a divisão, exige uma barra para ela. Vitor, que não sabe de nada, tem passado por crises de abstinência. Ele sente falta de sua dose diária de barra energética sem corante (é alérgico a corantes). Tem gente que diz que não acontece nada na ?Casa dos artistas?. Garanto que sem barras energéticas ia acontecer menos ainda. Artista de hoje não lê Stanislavski. Come barra energética.

Quem viu as fotografias de Jane Monheit, qual sílfide, divulgadas pelos jornais e conheceu a cantora ao vivo no show do Mistura Fina está propenso a processar a casa noturna por propaganda enganosa. Sobra Jane e falta dieta alimentar nas proporções da cantora.

Todas as noites, quando ouço o tema de abertura da novela ?Desejos de mulher?, penso em como Caetano Veloso é genial, como Elza Soares é genial e, principalmente, como Cole Porter é genial. E como também é genial a letra original de ?Let?s do it?. Mas o versionista… vem cá, ?leões ao léu??

Para encerrar o assunto Billy Wilder. Foi Tom Leão quem me chamou a atenção: ?Lembra de algum filme ruim do Billy Wilder? Dizem que o último, ?Amigos, amigos, negócios à parte? era ruim. Foi o único que eu não vi. Mas com Jack Lemmon e Walter Matthau, acho pouco provável.? Não me lembro mesmo. Do outro lado da redação, Télio Navega amplia a fila de adoradores de Wilder: ?O cara era tão bom que, mesmo com a coluna citando tantos filmes, ainda faltou um: ?Pacto de sangue?.? E ?Avanti – amantes à italiana. E ?Amor na tarde?. E ?A incrível Suzana?… O leitor Miguel Skywalker (?) – deve ser fã do ?Guerra nas estrelas? também – é definitivo: ?Billy Wilder dirigiu o filme mais engraçado da história (?Quanto mais quente melhor?), o mais angustiante (?Farrapo humano?) e o mais tenso e cínico (?Crepúsculo dos deuses?)? . É por essas e outras que o colunista chegou a uma conclusão irrefutável: cineasta bom não morre.

Todo mundo tem seu dia de herói do ?Big Brother?. Como disse o publicitário Washington Olivetto, numa das últimas reprises do ?Programa do Jô?: ?é simbológico?. Aparentavelmente, baixou um Bambam no Olivetto.

Já sabemos que André vai gravar um disco, que Estela e Xaiane têm um projeto de programa para a televisão, que Bambam quer ser paquito, que Helena foi estrela de um desfile em Florianópolis, que Bruno quer ser ator, que Leka surpreendeu-se com a popularidade de Kleber, que Cristiana canta funks, que Caetano talvez pose nu… mas a pergunta que não quer calar ainda não foi respondida: afinal, Sergio e Vanessa chegaram aos finalmente ou continuaram no ora veja?

Já sei tudo que vai acontecer com os participantes do ?Big Brother Brasil? agora que o programa saiu do ar. Mas… e Felícia? O que resta a Felícia? O que vai acontecer com a surpreendente Felícia?

O choro de Bambam comoveu o país e bateu recordes de audiência. Vamos ver se o de Romário também dá certo. Mas, não sei não, acho que Romário precisa de uma Maria Eugênia para descongelar o coração de Felipão."

 

"Oito ?reality shows? estão confirmados para este ano", copyright Folha de S. Paulo, 07/04/02

"?Bigo Brother Brasil 2?, ?Popstars?, ?Operação Triunfo?, ?Ilha da Sedução?, ?Casa dos Artistas 3?. Se há alguma dúvida sobre a permanência dos ?reality shows? na programação, os próximos meses servirão para extingui-la.

O programa da Globo, cuja primeira edição terminou na madrugada de quarta-feira, tem sua volta prevista para a segunda quinzena de maio. Desta vez, porém, o ?Big Brother? deverá trazer pessoas mais preocupadas com o prêmio final (R$ 500 mil) e não em usar a atração como vitrine.

Também no próximo mês, na Globo, devem estrear ?Operação Triunfo?, título ainda provisório; ?Amor a Bordo?, como quadro do ?Caldeirão do Huck?; e ?Fear Factor?, a ser exibido logo após o ?Fantástico?.

Os dois primeiros devem ser exibido no próximo dia 20. ?Operação Triunfo? será um concurso de cantores, e ?Amor a Bordo?, uma gincana para formar casais. ?Fear Factor? testará a coragem dos participantes em provas como descer de um helicóptero por uma corda.

Como ?rescaldo? de ?Big Brother?, hoje, após o ?Fantástico?, deve ir ao ar um encontro entre Pedro Bial e os 12 ex-participantes do ?reality show?, que vão falar da experiência.

?Casa dos Artistas 3? é dado como certo no SBT, mas a data de estréia e o formato dependem da vontade de Silvio Santos. No domingo passado, ele anunciou que a atração vai confinar ídolos e seus fãs.

A produção de ?Popstars?, também do SBT, já está em andamento. No último dia 30, cerca de 6.000 garotas de 18 a 25 anos passaram pela primeira fase de seleção. A segunda etapa aconteceu na quinta, com 2.000 meninas.

Ainda faltam mais quatro eliminatórias, e as vencedoras -provavelmente cinco, pois a emissora não confirma o número- formarão um grupo vocal que lançará um CD pela Sony.

O ?reality show? tem estréia prevista para maio, com 20 capítulos, mostrando todas as etapas na criação da ?girl band?. Além da exibição em TV aberta, um programa de 15 minutos (?Muito Mais Popstars?) irá ao ar no Disney Channel, com bastidores da produção.

No segundo semestre, ainda no SBT, deve estrear ?Ilha da Sedução?, versão nacional de ?Temptation Island?. Com produção da Fox Television, o programa reunirá casais que serão ?tentados? por solteiros. Não há prêmio final, o objetivo da atração é aferir a fidelidade.

As inscrições podem ser feitas no site www.ilhadaseducao.com.br até dia 25. Cerca de mil casais e 3.500 solteiros já se ofereceram. As gravações têm início previsto para o final de maio."

"Só Bial se sensibilizou com a final", copyright Jornal do Brasil, 04/04/02

"Que o jornalista Pedro Bial é poeta, todo mundo já sabe. A novidade revelada no último dia do Big brother Brasil, exibido no domingo, é que a missão de comandar o BBB deixou Bial carente, sensível além do normal, uma espécie de último romântico dos reality shows. No picadeiro do circo armado pela Globo para fechar com ibope de ouro sua principal atração, enquanto os 12 insossos eliminados, sem o menor constrangimento, se devoravam como feras pós-64 dias de jaula, o apresentador pediu um abraço a André, deu um beijo na bochecha da mãe de Kléber e, lá pelas tantas, confessou: ?Já estou com saudades destes malucos?.

Com toda a certeza, no último domingo, Bial foi o que mais sofreu, o que mais torceu. Tivessem lhe instalado um medidor de batimentos cardíacos, o número não faria feio à audiência estrondosa da final do BBB. Foi maior que a da estréia, maior também que a do último dia de Casa dos artistas, do SBT. Porém, bem menos emocionante. Depois de sobreviver a quatro paredões, com um big percentual de aceitação, Kléber já era brother do público. Ao contrário de Bárbara Paz, revelada como azarão no último dia, Bambam tornou-se bambambam bem antes da final.

Revelação – ?O vencedor do Big brother Brasil é…?, anunciou Bial para Vanessa e Kléber, segundos antes de completar os três pontinhos. Tudo bem que ?o vencedor? é forma consagrada de generalizar o gênero, mas foi difícil não acertar que Kléber era o escolhido dos telespectadores – com 68% dos votos, contra 21% de Vanessa e apenas 11% de André.

Em suma: o programa foi simples. Uma simples colagem de clipes com os melhores momentos, os momentos mais engraçados, os momentos de maiores brigas, os momentos de maior emoção. E, mesmo assim, a Globo perdeu o ápice da dramatização, com André no papel principal. Na madrugada de ontem, ele teve uma crise nervosa e foi hospitalizado depois de saber que a avó – por quem havia perguntado à mãe no programa ao vivo – morrera há um mês.

Por mais que a Globo jure que nunca houve manipulação no BBB, ficou difícil concorrer com o perfil editado de Bambam, mostrado como um caipirão-burrão-sensível-verdadeiro. Vanessa se viu como uma mulher que não consegue expressar seus sentimentos – até o namorado Sérgio falou que a ?patroa? tinha problemas de comunicação – e chorou. André assistiu a uma redutora seqüência de imitações e performances e riu.

Clima – Desconfortáveis e deslocados, os nove big brothers restantes, reunidos no palco da Globo, também riram. Um riso forçado. Visivelmente, experimentaram ali a mesma maldição que perseguiu, programas a fio, o primeiro elenco de Casa dos artistas: a convivência forçada pela fama instantânea. Mal se olharam, mal conversaram. Mas mantiveram os personagens – quem sabe sobra uma ponta em alguma novela da casa.

O baiano-vilão Adriano xingou o cantor André de ?Edson Cordeiro do subúrbio?. A insossa Helena revelou sua torcida pela insossa Vanessa. A ciclotímica Leka falou mal e bem de todo mundo. A barraqueira Cris gritou, berrou. O marrento Bruno revelou que Kléber é burro, ?de verdade?.

Ontem, em São Paulo, com R$ 500 mil no bolso, Bambam deu entrevistas até 6h da manhã e dormiu até 7h30, quando entrou ao vivo no Mais você de Ana Maria Braga. Depois seguiu para o Rio, onde descansa até domingo. Já tem planos para o dinheiro: ?além de curtir muito?, como anunciou ao ser abraçado por um montinho de go go boys amigos na saída da casa do BBB, quer comprar um apartamento e viajar para a Disney. Já tem pronto até o discurso que fará para o Mickey, a quem sonha conhecer. ?Vou dizer: oi, Mickey, eu sou o Bambam?. É pouco, mas o bate-papo não deve ir muito além disso."