Friday, 19 de July de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1297

Eles fingem que não lêem mas não perdem uma linha

O PATRONATO E O OBSERVATÓRIO

Os altos escalões das redações evidentemente não gostam deste Observatório. Ao contrário dos quadros médios ? os verdadeiros operadores dos veículos ? e da reportagem, o pessoal da Casa Grande não pode admitir que suas sábias e iluminadas decisões possam ser contestadas. E não apenas isso, fazem o possível para obliterar a existência de um veículo de internet que está na rede há quase seis anos, gerou um programa semanal há quase quatro e tornou-se uma experiência ímpar no cenário internacional da crítica da mídia.

Apesar do desdém ostensivo, aquela turma está muito atenta ao que dizemos. Duas comprovações tiradas da nossa ultima edição (n? 162 ? 6/3/02):

** O diretor da Rádio Eldorado (SP), do grupo do Estado de S.Paulo, um dos próceres do radialismo brasileiro, deu entrevista ao matutino do grupo propondo a criação imediata de uma entidade específica para defender os interesses do meio Rádio até mesmo contra as investidas do meio Televisão. Exatamente o que disse este Observatório dias antes [remissão abaixo].

** Alertada por este Observatório a respeito das burlas que José Sarney está promovendo na coluna da direita da sua página 2 em favor da sua prole, a direção da redação da Folha fez saber ao nobre colaborador que a sua coluna da sexta-feira (8/3) teria que ser mais comportada. Consciente de sua insuficiência como redator, o ex-presidente convocou seu ex-ministro da Justiça para redigir o comentário. Ignora-se se dividiu o pro-labore (veja a primeira nota deste Circo da Notícia).

Leia também

?
A.D.