Sunday, 19 de May de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1288

No castelo de ACM

Edição de Marinilda Carvalho

 

Amigos, o destaque desta edição é o leitor do Observatório. Edição 88, 4 anos na rede. Dois anos na TV. Um feito, acreditem.

Isso não quer dizer porém que tivemos 88 edições do Caderno do Leitor. Não. Houve as extraordinárias, e mais recentemente as atualizações. Então, são mais de 88? Também não. No início, nem existia o Caderno do Leitor. O Observatório era um tanto errático, aliás como a própria internet, então bebê com menos de 1 ano. Mas logo se firmou: as primeiras cartas de leitores apareceram em agosto de 96. Também erráticas. Mas a participação do leitor se firmou, e virou uma das atrações de cada edição. A ponto de muitas cartas se transformarem em artigos.

É mais que certo dizer portanto que o destaque desta edição é o leitor do Observatório, sustentáculo destes quatro anos.

Obrigados!

Li hoje a página e achei muito importante. Alerta e conscientiza as pessoas a serem mais atentas ao que lêem nos jornais. Dá uma nova visão, prudentemente distanciada, para que sejamos mais críticos e possamos entender melhor as mensagens maliciosas e subliminares, pouco claras, com o objetivo de “fazer a cabeça do povo”.

Edilene Silva de Barros

“Lillian Witte Fibe, no Jornal da Globo de 12/4, não poupou elogios à ingerência dos EUA na eleição peruana. O pior, contudo, ficou por conta de um seu comentário infelicíssimo! Falando sobre a pressão que os americanos estão fazendo sobre o governo Fujimori, para que haja segundo turno no Peru (pelo que todos torcemos), a apresentadora soltou esta: “Graças a Deus que o capital internacional é democrático.” E falou sério!” Paulo Henrique Fernandes

“Enquanto participava de um seminário estadual sobre mortalidade materna, com outros convidados de renome, o Diário de Natal do dia 31 de março, em matéria de cobertura do evento, publicou suposta entrevista dada pelo Dr. Ricardo Fescina, da Organização Panamericana de Saúde, e a ele eram atribuídas declarações de cunho político que jamais fez. Não houve pedido de desculpas. Jaime Rojas-Hinojosa

Enviei a carta abaixo à revista Veja.

Marcelo Campos

“Srta. Tatiana Chiari, gostaria de tecer alguns comentários sobre a reportagem Aprendendo a casar, ensinando o que todo mundo já sabe. Deve ficar claro que não é minha pretensão desenvolver qualquer defesa ou contra-argumentação sobre sua matéria, ou melhor, sobre seu ponto-de-vista. Embora não seja do ramo jornalístico, é minha intenção levantar algumas questões que denotam abordagem insuficientemente profunda sobre o tema. Marcelo Campos Carvalho, coordenador da Pastoral Familiar da Igreja de Santa Ângela e São Serapião”

Executiva ? Fred Ghedini, presidente, da Plano Editorial; Amilton Vieira, secretário-geral, da Editora Globo; Benê Corrêa, Ação e Formação Sindical, da CBN; Durval Martins, Sindicalização, aposentado; Marcos Palácio, Cultura e Comunicação, CUT/SP; Guto Camargo, Finanças, do Diário do Comércio; José Carlos Ruy, Relações Sindicais e Sociais, da Editora Abril; Kepler Polamarçuk, Interior, da Editora Globo; Vidal Cavalcanti, Jurídico e Assistencial, do Estado/JT, presidente da Arfoc. Diretores ? Agileu Gonçalves, aposentado; Ailton Nasser (Mineiro), TV Record; Benê dos Santos, Imesp; Alberto (Albertinho) Fonseca, Editora Três; Eurenides Pereira, Rede TV!; Everaldo Gouveia, Diário Popular, Luigi Bongiovanni, A Tribuna (Santos); Mara Ribeiro, assessoria de imprensa; Mário Iório Lopes, Agência Estado; Paulo Torraca, frila (Vale do Paraíba); Pedrinho de Oliveira, revista Princípios; Sandra Motta, Diário Popular. Diretores regionais ? Antônio Balzacchi, TV Thathi (Ribeirão Preto); Januário Silva, ABC; José Rodrigues, Santos; Márcia Quintanilha, Campinas; Rita Cornélio, Bauru; Vanderlei Zampaulo, Piracicaba. Delegados à Fenaj ? Alcimir do Carmo; Reiko Miura. Conselho fiscal ? Fernando Bonetti, Jaime Aparecido da Silva; Rudinaldo Gonçalves. Comissão de Registro e Fiscalização ? Alex Criado, Antônio Carlos (Bituca), Clélia Cardim (Telé), Guiomar Prates Pereira, Luís Alberto França, Cristina Campos, Raul Antônio Varassin. Diretores de Base ? Bauru: Arnaldo Ferraz; Luís Victorelli, Mônica Delicato, Ulisses de Souza (Presidente Prudente); Ulisses Serotini, Walter Gonçalves (Presidente Prudente). Campinas: Gisele Pereira, Hugo Mantelato, Rosilei Vieira, Vera Longuini. Piracicaba: Carlos Alberto Maria, Noedi Monteiro, Ubirajara de Toledo, Vítor Ribeiro. Ribeirão Preto: Eloi Barboza, Antônio de Figueiredo, Geraldo Santiago, Luís Michelazzo, Ronaldo Maguetas, Rubens Volpe. Santos: Alfredo de Souza, Clóvis (Duduka) Monteiro, Francisco do Nascimento (Seo Chiquinho), Mário Jorge, Sérgio Moita, Yolanda Vianna.

Estamos iniciando pesquisa sobre as condições de trabalho, conquistas e dificuldades da realidade profissional das jornalistas que atuam no estado de São Paulo. Gostaríamos de contar com a colaboração do Observatório e de estreitarmos a troca de informação sobre o tema.

Estamos à disposição, para trabalharmos juntos em prol da categoria dos jornalistas, pela melhoria da qualidade da informação, pelo direito à boa formação profissional e à formação continuada, pelo estágio monitorado, pelo debate de novas propostas/alternativas e pela capacidade de transformar as boas idéias em ações a curto e médio prazos.

Maria Cristina Campos, jornalista, diretora eleita do Sindicato dos Jornalistas

 


Continuação do Caderno do Leitor

Use o e-mail para nos mandar sua contribuição

Para garantir a publicação de sua correspondência, use correio eletrônico. Críticas e denúncias contra veículos de comunicação citados nominalmente serão submetidas aos mesmos, para que tenham oportunidade de resposta simultânea à publicação da crítica ou denúncia.