Monday, 26 de February de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1276

O imposto da culpa

Só para complementar o comentário do Esdras, diria que quem “descobriu”, para os leitores brasileiros, o Saramago genial de Memorial do convento, Levantado do chão e A jangada de pedra foi o nosso também genial Millôr Fernandes, em crônica do JB à época do lançamento, no Brasil, de Memorial do convento. Merecidíssimo o prêmio. Não sei se o mundo agora vai dar mais atenção à literatura portuguesa, mas, certamente, Herculano, Eça e Pessoa estão recebendo, por tabela, a homenagem que também mereceriam, gênios que foram na arte de escrever.

José Silveira da Rosa Filho

xxx

Não sei, mas tenho a impressão de ter lido uma matéria assim ou muito parecida na revista Veja desta semana… principalmente os dois primeiros parágrafos. Tem alguma coisa a ver ou estou apenas enganado?

Carlmoses

Esdras do Nascimento responde: A observação do leitor é correta. Os dados sobre a vida e a obra de Saramago publicados em jornais e revistas são praticamente os mesmos. Nem poderiam ser diferentes, já que se trata do mesmo autor. O importante é a sugestão aos editores de cadernos culturais no sentido de que, aproveitando a repercussão do Prêmio Nobel, sejam abertos espaços para apreciação crítica da obra do grande romancista português. E.N.

 

LEIA TAMBEM

Saramago depois do prêmio