Sunday, 21 de July de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1297

Reclamações da semana

THE WASHINGTON POST

A coluna de 10/3 do ombudsman Michael Getler é composta de pequenos comentários sobre mensagens de leitores recebidas durante a semana. Fica claro que questões relativas a grupos raciais, religiosos e ideológicos comumente suscitam manifestações.

Como sempre acontece, o conflito no Oriente Médio causou muita polêmica. Algumas pessoas reclamaram do pouco espaço concedido pelo Washington Post ao plano de paz proposto por um príncipe da Arábia Saudita. Chegou-se a cogitar que isso se deve ao fato de o projeto ter sido revelado em entrevista a um jornal concorrente. Getler nega que isto tenha ocorrido, argumentando que o plano é questionado por estrategistas, mas admite que poderia ter ganhado maior destaque.

Mais uma vez, o jornal foi acusado de ter tendência a defender os palestinos contra os israelenses. O ombudsman acha que os repórteres do Post fazem um trabalho forte e corajoso na cobertura do assunto. Mesmo assim, a opinião de leitores partidários de um dos lados deste conflito brutal pode trazer bons julgamentos, às vezes. Um exemplo é a pequena importância atribuída ao assassinato de cinco jovens judeus por um atirador palestino. ?É missão dos editores fazer com que esta reportagem seja publicada de maneira consistente e justa para que não possa ser notada apenas com uma interpretação que consiga se sobrepor à parcialidade?, escreveu Getler.

Chegaram também reclamações sobre o pouco-caso do Post em relação à primeira ganhadora do concurso Miss USA que Washington DC teve em quase 40 anos. O ombudsman nega que o assunto tenha passado quase batido pelo fato de Shauntay Hinton ser negra. Ele afirma que o motivo para isso ter acontecido é que o jornal não tem o hábito de cobrir aquela premiação, ressalvando, no entanto, que uma foto ou referência na primeira página seria desejável.