Monday, 26 de February de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1276

ajuste fiscal

Cobriram o “buracão” fiscal

O buraco das contas públicas brasileiras, um dos maiores do mundo, chegou a 8,12% do PIB (produto interno bruto) nos 12 meses terminados em junho. Essa proporção é muito maior que a encontrada nos países desenvolvidos, os mais afetados pela crise mundial, e deixa longe os números dos emergentes, com a evidente exceção da Venezuela. […]

A caça aos centavos

Com a receita em queda e a despesa ainda elevada, o  governo deu o primeiro sinal de desespero, em seu esforço de arrumação das contas públicas, ao vender ações do Banco do Brasil  (BB) para fazer caixa. O Tesouro começou a venda  em 26 de junho e conduziu as operações muito discretamente, até reconhecê-las oficialmente […]

A crise bate no assalariado

Com desemprego em alta, inflação disparada e renda em queda, a crise bate cada fez mais duramente nos trabalhadores.  A piora do cenário ficou mais ostensiva com a concentração de más notícias no começo de julho. “Massa salarial cai 10% no país em seis meses”, informou no dia 3, sexta-feira, o Valor. No mesmo dia […]

Não é ajuste, mas concentração de riqueza

Os que acompanham ainda que superficialmente a política brasileira sabem que a presidente Dilma reelegeu-se com uma plataforma bem diversa da ora praticada em seu segundo mandato. O aprofundamento das mudanças não veio e o que se vê é um governo que capitulou em quase todas as frentes no intuito de manter a governabilidade. Nesse […]

A tesourada e a cautela

Os jornais parecem ter coincidido numa atitude cautelosa. Chamaram a atenção para a ausência de Joaquim Levy, lembraram sua posição nas discussões sobre os cortes e deram como certa sua insatisfação, mas ficaram por aí.