Monday, 26 de February de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1276

Operação Zelotes

O telhado de vidro do jornalismo

Não há Capitalismo sem Estado que o sustente. Não é afirmação nova. Mas é reiteradamente comprovável. O Estado, para sustentar o interesse privado do capital, sacrifica o benefício coletivo e o torna muitas vezes residual. O Capital nunca perde, a não ser em uma ruptura do modo de produção que o torne, ele mesmo, residual, […]

Um estranho silêncio

Escrevo para expor uma constatação que muito me preocupa: é de profunda estranheza notar o silenciamento da imprensa brasileira sobre a Operação Zelotes da Polícia Federal. Tanto os veículos oficiais como os blogs (sejam de direita ou de esquerda) vêm omitindo informações relevantes sobre o assunto como, por exemplo, o período de consulta pública para […]

Os ‘zelotes’ e as ‘contas secretas’

As proporções das falcatruas praticadas na esfera do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), da Receita Federal, a tomar como ponto de partida os indícios já levantados pela Policia Federal, são de estarrecer não apenas um frade de pedra, mas todo o conjunto de estátuas de pedra sabão esculpidas por Aleijadinho no ádrio do santuário de Congonhas.

O barão de Itararé e a Operação Zelotes

O barão de Itararé com seu talento multimídia e performático tinha nisso um ingrediente único. Diferente de Sérgio Porto cujo humor era só textual, ele ao misturar personagem e autor criava, nos tempos pré-televisão, um humor ao mesmo tempo textual e visual, envolvendo sua singular persona.

A hipocrisia como critério de noticiabilidade

O silêncio em relação à Operação Zelotes, com fraudes e sonegação que envolvem 19 bilhões de reais junto à Receita Federal, dos quais 672 milhões de reais dizem respeito à sonegação do grupo de comunicações RBS (Rede Brasil Sul) , não é resultado apenas de restrições jurídicas, mas sobretudo do interesse particular e do cinismo que envolve praticamente todos os grandes veículos.