quarta, 19 de fevereiro de 2020 ISSN 1519-7670 - Ano 20 - nº 1075

100 anos da morte do escritor

Ele escreveu o maior épico da nossa literatura e foi o protagonista de uma das mais sangrentas tragédias passionais ocorridas no Brasil.

O centenário da morte de Euclides da Cunha traz de volta o massacre de Canudos, descrito magistralmente em Os Sertões, livro que começa como uma série de despachos para o Estado de S.Paulo e torna-se um clássico – primeira visão do Brasil profundo. Um novo jornalismo que combina reportagem de campo e ciência.

Os Sertões e Euclides da Cunha compõem um grande painel da vida e do jornalismo brasileiro. E este Observatório da Imprensa não poderia esquecê-los.