Thursday, 19 de May de 2022 ISSN 1519-7670 - Ano 22 - nº 1188

Artigos de Marcelo S. Norberto

A felicidade da crise

É conhecida a máxima atribuída ao Barão de Rothschild, que causa explosões de entusiasmo nos empreendedores modernos: Buy when there’s blood in the streets, even if the blood is your own. Ela demonstra o traço mais intenso de nossa sociedade capitalista: negocie até a mãe, caso o lucro seja relevante. A maioria da população mundial […]


Há vida, Fernanda Young

Eu não sou amigo de Fernanda Young, nem a conheci pessoalmente. Sequer sou um leitor, como pode se designar aquele que se beneficia de sua arte. Mesmo assim, sinto profundamente sua morte, lamento a perda do mundo que ela encarnava e me parece incontornável a sensação de fragilidade a partir de seu desaparecimento. Sua morte […]


A insensatez brasileira

Três dados desta eleição, quando pensados em rede, assustam por indicar o evidente: a polarização entre o Bolsonaro e Haddad, o alinhamento dos votos entre o Bolsonaro e seus candidatos ao Congresso — algo que não ocorreu nem com FHC nem com Lula — e a repulsa a vários líderes de partidos, independente da ideologia […]


Um novo Foucault: sobre a publicação de “As confissões da carne”

Desde o começo do mês de março, resenhas saúdam na imprensa o lançamento do que viria a ser, em seu projeto inicial, o quarto volume de “História da sexualidade”, de Michel Foucault. O curioso é que um tema desagradavelmente necessário costuma passar ao largo da discussão: a pertinência da publicação da obra. Mesmo quando anunciada, […]


Filme de Daniela Thomas busca uma saída para cegueira nacional

Há um tipo de arte desconcertante. Aquela que, de imediato, entrega ao espectador toda sua força, mesmo que este, em seu breve contato com a obra, não possa dar conta dela plenamente. Há uma agitação, um certo desconforto por captar esta intensidade, e, ao mesmo tempo, ser incapaz de assimilá-la. É a estranha sensação de […]


A crise na relação governo-cidadãos

O Rio de Janeiro teve, em sua história, vários governos que causaram danos à sua população, seja por ganhos políticos, seja por incompetência administrativa, seja por interesses econômicos. Talvez haja no seu percurso histórico uma terrível proporção entre a beleza estonteante da cidade e os casos de má administração da coisa pública. E estamos vivendo […]