Friday, 01 de March de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1277

Artigos de Marcus Miranda

Justiça ou vingança?

Pela segunda vez, a direção da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) junta-se à turba para gritar vingança, e não justiça. A primeira, quando a 8ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, por maioria, decidiu que não havia sido comprovado pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro o […]


Lobismo ancorado

Em 2011, ao comentar a venda de uma primeira página da Folha de S.Paulo para uma franquia de cursos de inglês, Alberto Dines afirmou que “na última década as primeiras páginas começaram a ser sistematicamente desmoralizadas num conluio entre agências de publicidade desejosas de exibir sua pseudo-ousadia e departamentos comerciais interessados apenas em atender as […]


Princípios editoriais em xeque

De forma absolutamente democrática, o jornal The Washington Post e a revista The New Yorker declararam, em editoriais, apoio à reeleição de Barack Obama à presidência dos Estados Unidos. No entanto, na “Cidade Maravilhosa”, no primeiro grande teste após a divulgação dos “Princípios Editoriais das Organizações Globo”, nas eleições de 2012 o resultado é preocupante, […]


Ser honesto não basta: é preciso parecer

O que é mais importante para a população: um jogo de futebol ou informações sobre uma epidemia de dengue? Esta pergunta decorre da forma como os dois jornais mais lidos no Rio de Janeiro, O Globo e Extra, trataram estes dois temas nas suas primeiras páginas, na edição de 25 de abril de 2012. É […]


Jornalismo de resultados

No movimento sindical, há uma corrente que, por seu comportamento pragmático nas negociações – para não se dizer oportunista –, passou a ser denominada de sindicalismo de resultados. Um nome pomposo para o neopeleguismo. No Rio de Janeiro, já há muitos e muitos anos o jornal O Globo tem agido de uma forma muito semelhante […]


Silêncio molhado

Existem coisas, no Rio de Janeiro, que só acontecem com o Botafogo e a imprensa carioca, em especial com os veículos das Organizações Globo, que detêm a hegemonia quanto aos leitores, telespectadores e ouvintes.Uma delas é a cobertura magnânima com relação à Companhia Estadual de Águas e Esgotos, a famigerada Cedae. Dirigida por uma figura […]


Dados manipulados sobre violência

O jornal O Globo, em sua edição do dia 9/2, resolveu o problema dos homicídios no estado do Rio de Janeiro de uma forma muito criativa, porém nada original: simplesmente destacou como manchete principal os dados de 2009, assumidamente manipulados, do Instituto de Segurança Pública (ISP) do estado do Rio de Janeiro sobre este aspecto […]


O opaco vira transparente

Em matéria publicada na edição de 19/5, o Jornal do Commercio divulgou que a Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Estado do Rio de Janeiro (Cedae) irá colocar em sua página, na internet, relatório sobre as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Acima da manchete da reportagem, um ‘chapéu’ destacava a palavra […]


Sensacionalismo e manipulação

Embora os manuais de Jornalismo não deixem dúvidas quanto à conceituação de sensacionalismo, que inclui a apresentação de hipóteses de comprovação impossível, para O Globo isto não causa qualquer constrangimento nem gera qualquer comentário crítico internamente, numa coluna jocosamente denominada de autocrítica, quando atende ao objetivo político-ideológico do jornal.Assim, foi o caso da manchete do […]


A mixórdia ideológica

Referência ideológica dos conservadores durante décadas, o jornal O Globo, em 2008, transformou-se num verdadeiro ‘samba do ideólogo doido’, parafraseando o genial Stanislaw Ponte Preta, pseudônimo do jornalista e escritor Sérgio Porto.Em alguns momentos, atuou de forma udenista – num retorno às suas origens históricas –, denunciando a favelização e a desordem urbana, sem explicitar […]


Privacidade, interesse público e pesquisas

Com o objetivo claro de criar embaraços ao candidato oponente ao projeto político-eleitoral de O Globo, no Rio de Janeiro, em matéria com chamada na 1ª página, o veículo, que se afirma como ‘muito além do papel de um jornal’, divulgou trecho de uma conversa telefônica do deputado Fernando Gabeira com comentários desairosos sobre a […]


O jornal e a lição de Goebbels

Joseph Goebbels, ministro da Propaganda de Hitler e o segundo dirigente mais importante do nazismo, afirmava que uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade. Ao que parece, a idéia de Goebbels tem influenciado o Globo, especialmente quando se trata de questionar o inimigo político nº 1 do jornal, o prefeito Cesar Maia.Na edição do dia […]


O jornalismo de facção

De forma transparente, nos Estados Unidos, jornais assumem suas posições políticas e divulgam, em suas páginas editoriais, os nomes dos seus candidatos. No Brasil, infelizmente, não funciona assim. No caso do estado do Rio de Janeiro, esse comportamento pouco transparente dos jornais tem como expressão emblemática O Globo, de notória história de adesismo ao poder, […]


Transplantes e Escola Base

A maneira sensacionalista como a imprensa está cobrindo a prisão do médico Joaquim Ribeiro Filho, a partir de denúncias do Ministério Público Federal sobre possíveis ilicitudes em transplantes de fígado, no Rio de Janeiro – com a Polícia Federal sendo acompanhada por equipes de televisão –, é preocupante e faz lembrar o episódio da Escola […]


Fonte desprotegida

Talvez nunca venhamos a conhecer a verdade sobre o brutal assassinato do líder comunitário Jorge da Silva Siqueira Neto, ex-presidente da Associação de Moradores da Comunidade Marcílio Dias (Kelson’s), localizada na Zona Norte do Rio de Janeiro. No entanto, a publicação de uma fotografia interna em matéria do jornal O Globo, no domingo (26/8), sobre […]


A hegemonia do jornalismo-urubu

A realização dos Jogos Pan-Americanos, no Rio de Janeiro, provocou, entre outros efeitos, o surgimento de uma nova escola jornalística: o jornalismo-urubu. Embora na verdade não seja algo novo, pela forma hegemônica como tem se expressado na cobertura do Pan, ao que tudo indica fincou raízes profundas nas redações, em especial dos jornais O Globo, […]


Remédio para factóides: apuração

Durante pelo menos dois meses, o noticiário político da cidade do Rio de Janeiro teve como um dos principais fatos em discussão a indicação de um novo conselheiro para o Tribunal de Contas do Município (TCM), para uma vaga aberta em decorrência da aposentadoria do jornalista Sérgio Cabral.Desde o início, o prefeito César Maia pautou […]


Omissão é jornalismo?

Assim como na guerra, quando, segundo o senador norte-americano Hiram Johnson, a primeira vítima é a verdade, na batalha política entre o jornal O Globo e o prefeito do Rio de Janeiro, Cesar Maia, a maior vítima tem sido o bom jornalismo.Em duas ocasiões (19/5 e 22/5), em chamadas na 1a página, O Globo destacou […]


Vitória da democracia, apesar da imprensa

Após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que não deixou nenhuma margem a qualquer tipo de dúvida quanto à inconstitucionalidade da intervenção do governo federal em hospitais pertencentes ao município do Rio de janeiro, já é possível se fazer uma primeira análise do comportamento da imprensa quanto ao fato.O primeiro aspecto, que se destaca, […]


O mundo vai acabar: amanhã não teremos jornais

Há alguns meses, diversos jornais brasileiros e estrangeiros reproduziram matéria do The Independent, publicação inglesa, na qual se anunciava que a Terra estava em perigo, pois um asteróide, com mais de 1 quilômetro de largura e aproximadamente 2,6 bilhões de toneladas, rumava rapidamente em direção ao nosso planeta a uma velocidade de 115 mil km/h. […]