Wednesday, 06 de July de 2022 ISSN 1519-7670 - Ano 22 - nº 1195

Artigos de Maura Oliveira Martins

O humor como forma velada de disseminar preconceitos

Uma cena cotidiana na televisão: um apresentador chama uma celebridade para o seu programa. Não se trata de uma celebridade qualquer, mas sim de uma bailarina/cantora associada a um sucesso algo vulgar e às camadas mais fragilizadas da população (alguns lembrariam, por exemplo, que ela foi a musa dos presos do Carandiru, realizando lá um […]


Eduardo Cunha: a manobra frustrada

Mesmo em um cenário de possível crise, no qual divide e disputa lugar com “notícias” vindas de todos os lugares, o jornalismo mantém uma centralidade como espaço público importante para decifrarmos o mundo. Todos os atores deste intrincado cenário político sabem disso, de alguma forma: mesmo que todos considerem que o que fazem os jornalistas […]


Precisamos falar de ética na TV

Em uma obra bastante conhecida, o professor Eugênio Bucci pontua que nós, jornalistas, não costumamos gostar de falar sobre ética. As razões são várias, mas uma delas me chama mais a atenção: como o ofício jornalístico é marcado essencialmente pela rapidez, pelo dinamismo, não há como parar as atividades cotidianas para discutir cada decisão que […]


A crônica de uma morte anunciada na televisão

A última temporada no Programa do Jô na Rede Globo tem trazido uma oportunidade única aos espectadores de televisão: o de acompanhar o processo de encerramento de uma atração histórica. Não é algo costumeiro na mídia brasileira, diferente do que ocorre em outras praças (por exemplo: o fim do Late Show, de David Letterman, após […]


A cegueira universal em um mundo tomado pelas imagens

Como todos sabemos (e sentimos), os tempos atuais estão mais sombrios que de costume. Os ânimos acirrados fazem que qualquer consenso acerca de qualquer coisa pareça um sonho distante. A missão – ao menos no plano do ideal – fundante do jornalismo, a de falar objetivamente sobre o mundo, parece cada vez mais uma tarefa ingrata, […]


A subversão como produto televisivo

Cena de um teaser do novo programa de Fábio Porchat, que estreará em agosto na Rede Record: assoberbado, o comediante chega atrasado a uma reunião com os produtores. Lista sua estratégia para divulgação da estreia: visitar os programas do Faustão, Ana Maria Braga, o Videoshow e, por fim, o Jornal Nacional. Um produtor chama a […]


O antídoto às narrativas de superação na cobertura das olimpíadas

Já abordei algumas vezes nessa coluna o que considero ser um defeito velado em boa parte do jornalismo televisivo, que é a irresistível atração que as emissoras têm às histórias de superação, dos que romperam barreiras consideradas intransponíveis à maioria. Cito este problema como velado porque muitos jornalistas consideram esta estratégia como legítima e desejável – […]


O empoderamento feminino na TV aberta

Tenho trazido neste espaço prioritariamente discussões sobre a abordagem de certos temas na televisão aberta. É bem óbvio que alguns assuntos tendem a ser abordados com mais profundidade e qualidade pelos canais fechados: uma vez que possuem público mais segmentado e metas menos estratosféricas, fica mais fácil “ousar” ou sofisticar certos programas quando se fala com […]


Jornalismo, um cadáver que faz rir

O jornalismo, “em sua nobre arte de informar, de defender os interesses da elite dominante e errar a previsão do tempo”, continua fazendo sentido na contemporaneidade? “O jornalismo morreu ou só assinou contrato com a Record”? É com esta espécie de metralhadora giratória frente à qualidade do jornalismo brasileiro que inicia o primeiro episódio do […]


Porque rimos de Glória Maria?

Episódio do programa Globo Repórter, o “oásis” da grade da Rede Globo. A conhecida repórter Glória Maria encara mais uma de suas viagens a locais paradisíacos, levando o espectador a algum exótico lugar do mundo. Desta vez, ela está na Jamaica. Como marca do tipo de turismo exibido pelo programa, no Globo Repórter não basta apenas […]


Por que os programas de culinária nos fascinam tanto?

Não é novidade alguma que os programas de culinária são hoje uma febre nos canais de televisão. Se antes estavam restritos aos horários em que as donas de casa estavam na frente da TV, deixando bem claro a quem se direcionavam (às únicas responsáveis pela alimentação da família), hoje a culinária de TV se popularizou. […]


Afinal, o que significa qualidade na televisão?

No primeiro episódio da nova temporada da série americana Unreal – cujo mote é a exibição cruel dos bastidores nada éticos de um reality show casamenteiro -, os produtores debatem sobre o que seria um programa de televisão de impacto e o que seria um programa de qualidade. Há uma disputa interessante sobre “fazer a […]


Emissoras falham no debate sobre saúde mental

A apresentadora Ana Hickmann, da Record, sofreu um atentado em um hotel de Belo Horizonte, no dia 14/5.  Um fã hospedou-se no mesmo hotel que ela e, armado, invadiu seu quarto e tornou-a refém. Em uma reviravolta ainda não esclarecida, o cunhado da apresentadora acabou desarmando e matando o invasor. Sua esposa levou tiros que eram […]


O horror em rede nacional

Quando um fato com dimensões trágicas adentra as redes nacionais, é normal – e mesmo esperado – que nos questionemos sobre como o jornalismo o está “traduzindo” para seu público. Enquanto à população é permitido reagir legitimamente pela emoção, as narrativas jornalísticas devem, ao menos em teoria, buscar retratar os fatos com a sobriedade e […]


O desafio de tratar a transexualidade na telinha

Quem acompanha as discussões sobre televisão trazidas neste espaço deve já ter notado que boa parte dos textos tenta refletir sobre os impactos das tecnologias nos processos de comunicação, em especial os jornalísticos. Muito tem-se falado sobre as modificações trazidas pelas máquinas, que hoje tornam tudo mais fácil, acessível – afinal, as câmeras estão em […]


Em quem acertou o chute de Ratinho?

Em mais um episódio corriqueiro do mundo televisivo, uma cena causou razoável discussão: tratava-se de um trecho do Programa do Ratinho em que, num game de prêmios, o apresentador interage com vários objetos do cenário. Nada de estranho em sua performance, pois ele age conforme sempre faz em cada edição da atração do SBT, há […]


Quem entende o humor na TV?

Cena do programa Zorra, que retornou à grade da Globo no último sábado. Em uma corporação qualquer, um brilhante anjo Gabriel, negro, aparece diante de uma mulher chamada Maria, assoberbada em suas tarefas cotidianas. Anuncia uma novidade: o Deus, todo poderoso e onipotente, tem planos para ela, o de gerar o filho Dele. Maria – […]


“Quando você percebeu que tinha duas mães?”

Sábado à noite. No Altas Horas, um dos poucos programas da grade das emissoras televisivas que ainda consegue manter algum contato com uma juventude hipermidiatizada, um diálogo se concretiza. Um jovem de 14 anos, chamado André Lodi, participa de um debate sobre casais homoafetivos. Ele é filho de duas mulheres homossexuais. O formato do programa […]


Valorizar o espectador comum em vez das estrelas

O SBT anunciou recentemente sua nova estratégia de marketing. Bastante curiosa – e com um evidente subtexto remetendo a outras emissoras – ela agora carrega o slogan da “TV que tem torcida”.  No vídeo publicitário, as estrelas do canal são ovacionadas em um estádio, como se representassem a seleção olímpica brasileira em contato com uma nação […]


Estamos preparados para ver as entranhas da ovelha?

Há algumas semanas, uma polêmica referente à televisão tomou conta das redes: o apresentador Rodrigo Hilbert, que capitaneia o programa de culinária Tempero de Família no canal GNT, foi amplamente criticado por exibir uma cena em que mata uma ovelha para fazer um churrasco. A exposição de todo o processo durante o programa gerou uma série […]