Tuesday, 21 de May de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1288

Artigos de Paulo Nogueira

O declínio irreversível

Nos anos 1980, quando eu era um jovem repórter da Veja, a redação, no sétimo andar do prédio da Abril na marginal do Tietê, se alvoroçava quando eram 8 da noite. Uma televisão, no fundo da redação, começava a passar o Jornal Nacional. A redação parava, mesmo em dias de fechamento, e só voltava a […]


A sinceridade desconcertante da ombudsman

O jornalismo chapa branca, hoje, se pratica no interior das grandes empresas de jornalismo. Já escrevi sobre isso. Os jornalistas, lá, estão numa gaiola: só podem escrever o que os patrões querem que eles escrevam. Isso quer dizer o seguinte: eles defendem os interesses particulares das empresas para as quais trabalham. Eles são, portanto, a […]


Como interpretar a confissão da Globo?

Se a Globo confessar todos os pecados, o confessionário ficará ocupado por muitos anos. Mas é de uma confissão específica que vamos tratar: o apoio ao golpe de 1964. A confissão, expressa numa nota publicada ontem [sábado, 31/8], teve ampla repercussão, como era de esperar. A questão mais intrigante, para mim, é: o que a Globo […]


O que é um verdadeiro barão da imprensa

Os barões da imprensa brasileiros são opacos quando comparados aos congêneres ingleses e americanos – em inovação, em inventividade, em talento jornalístico e até em extravagâncias. Considere Lorde Beaverbrooke. Lorde Beaverbrook foi o maior barão da imprensa da Inglaterra na primeira metade do século 20. Foi a era de ouro dos jornais – que não […]


Bizarrices no ‘Roda Viva’

Se é verdade o relato de Elio Gaspari sobre a saída de Mario Sergio Conti do Roda Viva [ver aqui, rolar a página] a TV Cultura de São Paulo vive dias de absoluta insanidade. A versão de Elio é, certamente, a de Conti. Conti fez carreira na Veja sob as asas de Elio quando este […]


Para inglês não ver

Essa semana [passada], o primeiro-ministro da Grã-Bretanha, David Cameron, anunciou uma série de medidas legais para limitar no país o acesso à pornografia online. A ideia é tornar obrigatória a adoção pelos internautas de filtros de conteúdos. O principal alvo é a pornografia infantil. Coincidência ou não, as novas regras para a internet foram divulgadas […]


Um caso indefensável de conflito de interesses

Devem imaginar que nós somos idiotas, a Globo e Joaquim Barbosa. Não há outra explicação. Como pode a Globo dar emprego ao filho de JB? E como JB pode deixar que isso ocorra? Neste exato momento, a Globo enfrenta uma questão multimilionária na Receita Federal. Documentos vazados – demorou para que isso ocorresse – por […]



O impacto do dono da Abril na mídia brasileira

Não é fácil escrever sobre a morte de Roberto Civita, para mim. A Abril foi minha casa, a Abril foi minha escola, a Abril foi meu amor, com os altos e baixos de todas as paixões. E Roberto Civita era a Abril. “Você é como um filho para mim, Paulo”, ouvi dele certa vez. Acho […]


O legado de Ruy Mesquita

Dilma definiu Ruy Mesquita bem melhor do que Lula definiu Roberto Marinho, e isso é de alguma forma um sinal animador. Pode sugerir que o governo já não está imobilizado, de joelhos, diante das grandes empresas de mídia, brindadas ao longo dos tempos com espetaculares mamatas por sucessivas administrações. A conta sempre foi paga pelos […]


O juiz inglês versus os juízes brasileiros

Acompanhei, em Londres, o trabalho sereno, lúcido, inteligente do juiz Brian Leveson, incumbido de comandar as discussões sobre a mídia britânica. Leveson, para lembrar, foi chefe de um comitê independente montado a pedido do premiê David Cameron depois que a opinião pública disse basta, exclamação, às práticas da mídia. Já havia um mal estar, parecido […]


A autorregulamentação fracassou no Brasil

Quais os limites do jornalismo e dos jornalistas? Vejamos a Folha de S. Paulo, por exemplo. Ela procura se colocar, em editoriais e em publicidade, como uma espécie de fiscal sagrado dos governos. Tudo bem. Mas é preciso não perder de vista que ela não recebeu essa incumbência da sociedade. Não foi votada. Não foi […]


Quando os barões saíram da sombra

É interessante o que aconteceu no jornalismo brasileiro nos últimos 50 anos. Na época da ditadura militar, os donos das grandes empresas mantinham perfil baixo. Por motivos óbvios: havia risco. Ditaduras têm relação sempre áspera com o jornalismo. A exceção conspícua aí era Roberto Marinho, da Globo. Ele era “absolutamente confiável”, para os militares. Podia […]


Quem se entubou foi o El País

Ódio. O que levou o jornal espanhol El País a publicar uma foto falsa de Chávez entubado no hospital, numa das maiores barrigadas da história do jornalismo, foi a raiva que seus editores têm dele, Chávez. Chávez representa, ideologicamente, o oposto do conservadorismo mofado do El País. A forma como o jornal trata Chávez remete […]


O último suspiro de influência da mídia

A queda de Fernando Collor de Mello, há 20 anos, foi a última demonstração de força e influência da imprensa brasileira, para o bem e para o mal. Collor, um político provinciano e oco, tagarela e bonitão, se tornou uma figura nacional graças à mídia, que viu nele uma alternativa salvadora a – sempre ele […]


Barbaridades em nome da liberdade de imprensa

E eis que o mundo todo discute os limites da mídia. A discussão mais rica se dá no Reino Unido. O juiz Brian Leveson fez recomendações depois de ficar mais de um ano ouvindo pessoas de alguma forma envolvidas com a mídia. Políticos, jornalistas, donos de empresas de jornalismo, celebridades cuja privacidade desapareceu, cidadãos comuns […]


O jornalista que inventou a página dos editoriais

Que Marx tinha levantado dinheiro como correspondente de um jornal americano, o Tribune de Nova York, eu sabia. O que eu ignorava era a grandeza do dono do jornal, Horace Greeley, um dos primeiros barões da imprensa. Acabei conhecendo-o ao ler o excelente Vida e Morte dos Barões da Imprensa, do escritor britânico Piers Brendon. […]


O fiscal tem também que ser fiscalizado

Quais os limites do jornalismo e dos jornalistas? Vejamos a Folha de S.Paulo, por exemplo. Ela procura se colocar, em editoriais e em publicidade, como uma espécie de fiscal sagrado dos governos. Tudo bem. Mas é preciso não perder de vista que ela não recebeu essa incumbência da sociedade. Não foi votada. Não foi eleita. […]


Por que é certo indiciar Policarpo

Antes de tudo: não acredito que o jornalista Policarpo Júnior tenha tido, em suas relações com Carlinhos Cachoeira, a intenção de obter nada além de furos. Isto posto, do ponto de vista estritamente jornalístico, Policarpo foi longe demais em sua busca de notícias, como os fatos deixaram claro. Policarpo infringiu uma lei capital do bom […]


O caso Marcos Valério e a mídia brasileira

Na condição de jornalista independente e apartidário, pronto a reconhecer méritos e defeitos de FHC ou de Lula ou de quem mais for, não posso deixar de comentar o episódio Marcos Valério e Lula. Minha experiência em redação pode eventualmente ajudar o leitor a entender melhor o que vê publicado. Na essência, este caso explica […]