Saturday, 02 de July de 2022 ISSN 1519-7670 - Ano 22 - nº 1194

Artigos de Venício A. de Lima

Antes e depois do Observatório da Imprensa

Alberto Dines foi um dos mais importantes jornalistas brasileiros. Professor no Brasil e na famosa Columbia University de Nova York, biógrafo e escritor, autor de 15 livros. Ganhador do Prêmio Jabuti (em 1993, por “Vínculos de Fogo”, na categoria Estudos Literários). Em 1968, depois do AI-5, esteve preso e foi processado por sua intransigente posição […]


Há limites para a ação da imprensa?

Tornou-se clássica a intervenção corajosa de Miguel de Unamuno, então reitor da Universidade de Salamanca, durante uma solenidade com a presença de importantes figuras do fascismo, na Espanha de 1936. Diante de oradores e de plateia hostil e predominante fascista, Unamuno tomou a palavra e iniciou sua fala em defesa da razão e da liberdade […]



Desafiando a Constituição de 88

Em outubro de 1993, apenas quatro meses após a aprovação da Lei Orgânica do Distrito Federal (LODF), o deputado distrital Wasny de Roure apresentou o projeto de lei 1110/93 à Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) propondo a criação do Conselho de Comunicação Social (CCS-DF) previsto em seu artigo 261 para “assessorar o Poder Executivo […]


As ‘entrevistas’ do ‘Jornal Nacional’

As “entrevistas” ao vivo com os quatro primeiros candidatos nas pesquisas de intenção de voto divulgadas para a Presidência da República (antes da trágica morte de Eduardo Campos), realizadas pelo Jornal Nacional da Rede Globo de Televisão, tornam obrigatória uma reflexão sobre o exercício do poder político no Brasil [íntegras disponíveis aqui, aqui, aqui e […]


Lembrar para não esquecer

Aluno do terceiro ano do ensino médio, morava em “república” de estudantes em Belo Horizonte, no início de 1964. Éramos todos apoiadores das “reformas de base” e ativos na política estudantil secundarista e/ou universitária, opção rotineira naquele início conturbado dos anos 1960, marcado por intenso debate público sobre os destinos do país e da América […]


Contra evidências, Secom-PR não muda

Na fala inicial que o ministro Thomas Traumann, da Secretaria de Comunicação Socia da Presidência da República (Secom-PR), fez ao apresentar a jornalistas a “Pesquisa Brasileira de Mídia 2014 – Hábitos de consumo de mídia da população brasileira”, na sexta-feira (7/3), ele afirmou, resumidamente, o seguinte: “Todos sabemos as enormes transformações que estão acontecendo em relação […]


O guerreiro que se foi muito cedo

[No dia 5 de fevereiro de 2014 Henrique de Souza Filho, o Henfil, faria 70 anos. Tenho pensado o quanto ele faz falta. Talvez com sua irreverência pudesse nos ajudar a enfrentar tempos tão sem graça, intolerantes e radicalizados. Fica o registro e o breve depoimento de um amigo sempre saudoso.] Henriquinho, como nós o […]


Intolerância insana, 50 anos depois

No final da tarde do dia 22 de novembro de 1963, me aproximei de um pequeno grupo de pessoas que ouvia incrédulo à edição extra do noticiário de um velho rádio no Bar do Seu Crispim, bem defronte ao Cine Villa Rica, em Ouro Preto. Foi onde e como fiquei sabendo do assassinato do presidente […]


Um acadêmico diferenciado

Qualquer aluno, funcionário ou professor que teve algum vínculo com o curso de Comunicação Social da Universidade de Brasília desde a sua criação, em 1963, até o início dos anos 2000, necessariamente conheceu Ubirajara da Silva. Bacharel em uma das primeiras turmas do curso de Jornalismo (segunda turma, de 1968) da UnB, ele permaneceu na […]


O debate interditado

Ao contrário do que vem ocorrendo nas democracias liberais nas últimas décadas, inclusive em países nossos vizinhos da América Latina, no Brasil permanece interditado o debate público sobre o papel central que a mídia ocupa no processo democrático e a imperiosa necessidade de que jornais, revistas, rádio, televisão e internet se submetam a políticas públicas […]


Um pioneiro da sociologia da cultura

  Fernando Correia Dias, mineiro, sociólogo, ex-professor da UFMG e da UnB, estudioso e pesquisador pioneiro da sociologia da cultura, faleceu aos 86 anos, em Minas Gerais, no último dia 8 de setembro. Tive o privilégio de ter sido seu aluno quando, em substituição ao professor Júlio Barbosa, assumiu a disciplina de Sociologia Geral no […]


Os falsos paladinos da liberdade de expressão

Chegou ao conhecimento público, no último mês de fevereiro, que o jornalista Celso de Castro Barbosa fora demitido pelo editor da Revista de História da Biblioteca Nacional (RHBN) após divergências relacionadas à publicação, no site da revista, de uma resenha sua sobre o livro A Privataria Tucana. Pouco tempo depois, o próprio editor da RHBN, […]


Jornalismo investigativo ou cumplicidade?

  Algo de muito errado está acontecendo com a grande mídia no Brasil. Enquanto empresários da mídia impressa ou concessionários do serviço público de radiodifusão – e seus porta-vozes – reafirmam, com certa arrogância, seu insubstituível papel de fiscalizadores da coisa (res) pública, o trabalho da Polícia Federal possibilita que o país tome conhecimento de […]


O tamanho do nosso atraso

  “O povo inglês merece uma imprensa que assuma suas responsabilidades seriamente e exerça os padrões profissionais reconhecendo que a liberdade preciosa de que desfruta é um privilégio, não um direito divino.” Lord David Hunt, chairman da Press Complaints Commission (The Guardian, 9/3/2012) A Comissão de Reclamações sobre a Imprensa (Press Complaints Commission, ou PCC, […]


Onde está a inconstitucionalidade?

  “A pergunta diz respeito à democratização dos instrumentos de comunicação. Evidentemente, nesse setor, prevalece, com maior intensidade ainda, o espírito autoritário. Sabemos que as concessões de rádio e de televisão são distribuídas por critérios exclusivamente políticos, partidários e até personalistas. A primeira ideia que me ocorre, sem entrar no exame detalhado da matéria, através […]


Quem souber a resposta, diga qual é

Os grupos privados que controlam a radiodifusão no país – diretamente ou por intermédio de seus representantes – conseguiram, ao longo do Congresso Constituinte de 1987-88, incluir no capítulo sobre a Comunicação Social da Constituição (Capítulo V do Título VIII) as regras básicas relativas às concessões desse serviço público: quem decide sobre elas (poderes Executivo […]


Cinco anos de ilegalidade

É certamente constrangedor registrar, pelo quinto ano consecutivo, a ilegalidade do Congresso Nacional em relação ao cumprimento da Constituição Federal e da lei 8.389/1991 (ver artigo neste Observatório): no domingo, 20 de novembro, serão cinco anos que o Conselho de Comunicação Social (CCS), criado pela Constituição de 1988 (artigo 224) e regulamentado por lei em […]


A reação da mídia à posição do PT

A cobertura jornalística do 4º Congresso Extraordinário do Partido dos Trabalhadores, realizado em Brasília de 2 a 4 de setembro, e a reação homogênea da grande mídia em relação ao que foi dito e decidido sobre a regulação do setor de comunicações, mereceria um “estudo de caso” não fosse a eterna e enfadonha repetição do […]


Reed Hundt, a FCC e o Brasil

A edição nº 604 do Observatório da Imprensa na TV, programa dirigido pelo jornalista Alberto Dines (TV Brasil, terças-feiras, 22h) exibido em 2 de agosto último, dedicou-se a debater a entrevista de Reed Hundt, ex-presidente da Federal Communications Commission (no período 1993-1997) – o órgão regulador das comunicações nos Estados Unidos –, concedida ao correspondente […]