Tuesday, 23 de July de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1297

Comunidade LGBT ganha domínio próprio na internet

A partir desta semana, a comunidade LGBT na internet poderá ser reconhecida por um domínio próprio. Desde terça-feira, a extensão “.LGBT” pode ser requisitada por pessoas, organizações, negócios e outras instituições que servem à causa. A ideia é que o endereço substitua o conhecido “.com” e reforce a presença da comunidade na web. “A imensa e vibrante comunidade LGBT agora tem um endereço que abarca toda a amplitude e diversidade de pessoas LGBT em todo o mundo, de maneira inclusiva e protegida”, disse Roland LaPlante, diretor de Marketing da Afilias, empresa responsável pela distribuição do domínio. “O novo domínio ‘.LGBT’ fornece endereços de e-mail e de sites que carrega instantaneamente a marca da comunidade. Empresas e organizações podem usar o domínio para se destacar em um mercado cada vez mais competitivo de oferta de bens, serviços e ideias para esse público.”

O domínio “.LGBT” está sendo distribuído pela Afilias, segunda maior empresa do ramo no mercado, atrás apenas da GoDaddy. Para garantir o uso correto da extensão, a empresa criou uma política de uso específica. Para fazer o pedido de registro, basta acessar a página get.lgbt.

Segundo a Afilias, cinco endereços conhecidos da comunidade LGBT já adotaram o novo endereço. A Original LGBT Expo, organizadora de eventos voltados para esse público, é uma delas. “O lançamento do domínio LGBT é uma das maiores mudanças recentes no mercado de consumo, negócios e organizações que reconhecem o poder do consumidor LGBT agora podem ser facilmente identificadas por esse domínio”, disse Jay Hand, diretor executivo da organizadora de eventos.

Desde 2012, a Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números (Icann, na sigla em inglês) vem distribuindo novos domínios de topo. No Brasil, a cidade do Rio de Janeiro conquistou no ano passado o direito de distribuir a extensão “.rio”.