Friday, 19 de August de 2022 ISSN 1519-7670 - Ano 22 - nº 1201

Imprensa local, relevância nacional 

Ao longo de seus 20 anos, este Observatório da Imprensa se firmou como o primeiro e único veículo independente de crítica jornalística do país. Esta série de reportagens que o Observatório inicia agora lança suas lentes sobre a imprensa local, mais precisamente sobre a cobertura jornalística em onze cidades brasileiras cuja atividade econômica depende fortemente da atuação de grandes empresas – ou cuja vida tem sido largamente impactada pela atuação dessas corporações. Este é o caso da mineira Mariana, que sedia a mineradora Samarco (sociedade da Vale e da australiana BHP Billiton).

Nesses lugares, a importância das notícias sobre temas de interesse público local, tais como sustentabilidade ou contas municipais, não se esgota em suas fronteiras, mas adquire relevância nacional. E mesmo quando a chamada grande imprensa passa a cobrir notícias locais, como é o caso de Mariana após o rompimento das barragens da Samarco, o papel da imprensa local em cobrir de forma isenta a prefeitura e a Câmara Municipal, entre outros temas de interesse público, continua imprescindível para seus cidadãos.

Realizada com a colaboração voluntária dos alunos da disciplina Ética, ministrada no curso de graduação em Jornalismo da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de S. Paulo (ECA-USP), esta série visa também ajudar os alunos a compreender sua futura profissão. A participação dos estudantes neste projeto do Observatório da Imprensa é coordenada diretamente pela equipe do próprio Observatório. A avaliação de desempenho de cada aluno, feita pela editora do OI, Edna Dantas, e pela presidente do Projor, Angela Pimenta, é levada em conta pelo professor da disciplina, Eugênio Bucci, para a média final dos alunos.

A experiência prática que o presente projeto proporciona aos alunos pretende mostrar a eles que o jornalismo se funda no direito à informação e na liberdade de expressão, com a função maior de levar ao público a verdade dos fatos e a pluralidade das ideias. A postura crítica e independente, por sua vez, contribui para a excelência na apuração dos fatos e na pluralidade das ideias, ajudando a formar cidadãos capazes de vigiar, delegar e exercer o poder.

Além de Mariana, esta série também irá analisar a imprensa local de Maricá (RJ), Parauapebas e Altamira (PA), Porto Velho (RO), Aracruz (ES), Juara (MT), Jacareí (SP), Capivari de Baixo (SC), Imperatriz (MA) e Uruçuí (PI).

Desde 2013, o Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo (Projor), que mantém o Observatório da Imprensa, realiza o projeto Grande Pequena Imprensa (GPI), que conta com a parceria institucional com o Google. O objetivo da iniciativa, idealizada por Alberto Dines e abraçada pelos demais integrantes do Projor, é proporcionar aos veículos de comunicação regionais capacitação em técnicas de redação, técnicas de acesso ao mercado publicitário, em gestão financeira e administrativa e em tecnologia.

Esta série de reportagens que se inicia hoje integra o programa GPI 2016. O Observatório da Imprensa tem completa independência editorial e responsabilidade pelo conteúdo publicado.

Leia também:
Uma outra Samarco: indispensável e transparente

A Sirene e o outro lado da notícia
Desastre agravou crise deflagrada pela queda no preço do minério
Entrevista com o prefeito de Mariana