Tuesday, 09 de August de 2022 ISSN 1519-7670 - Ano 22 - nº 1199

Artigos de Carlos Eduardo Lins da Silva

Um relato brilhante

A narrativa não fictícia é um gênero literário que pode ser classificado como a principal contribuição original dos EUA para a literatura.Mais ou menos como a telenovela está para o Brasil nas artes em geral.Foi nos EUA que o jornalismo literário nasceu e se estabeleceu com força a partir dos anos 1950, mas especialmente na […]


NP, sexo e humor

O diário Notícias Populares foi um dos mais interessantes fenômenos do jornalismo brasileiro da segunda metade do século passado. Concebido para combater, em nome dos conservadores, o governo de João Goulart, defendido pelo jornal Última Hora, o NP se transformou num dos melhores exemplos locais da imprensa do modelo dos tabloides ingleses, um sensacionalismo benfeito, […]


Realidade Re-Vista traz jornalismo audaz

Talvez só tivesse sido possível realizar no Brasil um projeto jornalístico tão audacioso e bem-sucedido como o da revista Realidade na década de 60: 1966.Muitas e raras condições para uma ‘tempestade perfeita’ se juntaram: um grupo de jornalistas de extraordinário talento, um público ansioso por insumos intelectuais que lhe permitissem compreender os fenômenos da sua […]


Porta-vozes dos presidentes dão sua versão

Um dos problemas da produção acadêmica sobre jornalismo no Brasil tem sido a raridade de trabalhos dedicados a documentar fatos. Gastam-se muito mais tempo e energia em teses abstratas do que no exame da realidade. O que inevitavelmente leva a estudos frágeis e pouco úteis.É louvável que, na contramão dessa tendência, André Singer, jornalista com […]


Ombudsman critica omissão do jornal

Em 21 de dezembro do ano passado, em cerimônia pública em Brasília, foi lançado o programa de direitos humanos do governo federal, o terceiro da história e o primeiro da administração atual. No dia seguinte, o evento mereceu na Folha um texto-legenda na capa e duas colunas de alto a baixo em página par interna. […]


Um livro que é retrato do autor

No seu indiscutivelmente melhor romance, O Livro Negro, Orhan Pamuk, prêmio Nobel de Literatura de 2006, assim relata a descrição de como o personagem Cêlal Salik, célebre colunista do jornal turco Milliyet, conseguiu seu grande sucesso:‘Depois que tivemos a audácia de abrir nossa coluna para a discussão das coisas que realmente importam para os seres […]


A sobrevivência dos jornais impressos

O O relógio e o calendário‘]. Mas o artigo de Alterman comporta diversas leituras. Embora o seu foco seja, como corretamente apontou Weis, a disputa entre jornalismo impresso e jornalismo online nos Estados Unidos, ele pode provocar muitas considerações sobre o futuro provável dos jornais diários em qualquer lugar do mundo.Não é pequeno o número […]


Livro narra conflitos na Radiobrás

Eugênio Bucci classifica-se como ‘um liberal convicto’. Em alguns setores do Partido dos Trabalhadores, esse adjetivo chega a ser grave acusação política. É natural que ele tenha enfrentado problemas ao participar de um governo liderado pelo PT por quatro anos. O relato de sua experiência como presidente da Radiobrás entre 2003 e 2007 está no […]


Jogo de empurra na cobertura da guerra

Desde que, há dois anos, tornou-se absolutamente claro para pelo menos dois terços dos eleitores americanos que a Guerra do Iraque havia sido um completo fiasco e os níveis de aprovação pública do presidente George W. Bush atingiram níveis historicamente baixos, a maioria dos analistas que acompanham a política americana vem dando como certa a […]


Um publisher inteligente e ousado

A morte de Octavio Frias de Oliveira, aos 94 anos, ocorre num momento de transição do jornalismo impresso no Brasil. Os 45 anos em que ele esteve à frente da Folha de S.Paulo representaram uma fase que está provavelmente prestes a se encerrar, coincidentemente quase ao mesmo tempo em que sua vida acaba. Quando Frias […]


A história de uma revolução

Para quem (como eu) sempre, desde a infância, teve com o jornalismo impresso diário uma relação essencialmente vital, a possibilidade de participar de uma grande empreitada nessa área de atividade seria necessariamente empolgante.Ocorreu-me a rara oportunidade de ter sido personagem de duas grandes experiências do jornalismo brasileiro contemporâneo: a concepção e implantação do ‘Projeto Folha‘ […]


Watergate e os papéis esquecidos do Pentágono

A história do jornalismo americano no século 20 teve seu mais glorioso período no início da década de 1970, durante a administração Richard Nixon. Duas fontes anônimas foram fundamentais e decisivas para o sucesso de duas grandes séries de reportagem. Uma, o ‘Deep Throat’ do caso Watergate, só se identificou na semana passada; a outra, […]


O ‘novo’ jornalismo americano

A cobertura das eleições presidenciais de 2004 constituiu desafio particularmente importante para o jornalismo americano. O comportamento acrítico e engajado em favor da Presidência após os atentados de 11 de setembro de 2001, e nos preparativos e início da invasão do Iraque em 2003, havia deixado no público mais sofisticado – e na maioria dos […]


O voto e o poder da mitologia

A despeito de o senador John Kerry ter sido considerado pelos americanos como o vencedor dos três debates contra o presidente George W. Bush (o primeiro e o terceiro por larga vantagem – 53% a 37% e 52% a 39% respectivamente – e o segundo dentro da margem de erro), a pesquisa de intenções de […]


George W. Bush a indulgência da mídia

A cobertura que os meios de comunicação de massa americanos estão fazendo da campanha presidencial deste ano é um bom teste para verificar o quanto George W. Bush foi bem-sucedido em sua tentativa de colar sua imagem à noção de patriotismo.Logo após os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001, era evidente que pelo […]


Mídia parece querer clima de histeria

Os meios de comunicação brasileiros parecem querer criar um clima de histeria em torno da visita do presidente Clinton ao país. Uma viagem de pouca substância material e caráter mais de cortesia do que de negócios está sendo tratada como prelúdio de uma crise nas relações bilaterais. Medidas corriqueiras de segurança se transformam em atentados […]