Friday, 19 de August de 2022 ISSN 1519-7670 - Ano 22 - nº 1201

TV Globo

A uberização da TV Globo sinaliza uma nova realidade no jornalismo

A pandemia do coronavírus acelerou o ritmo da uberização do jornalismo e da teledramaturgia da TV Globo com a transformação dos contratos de trabalho de repórteres, editores, produtores, atores, atrizes, diretores e roteiristas. O novo modelo segue o padrão implantado pelo sistema Uber para motoristas de aplicativos e que, a cada dia, ganha mais adeptos […]

O magnetismo das coisas fúteis

Os brasileiros são naturalmente atraídos pelo magnetismo das coisas fúteis; sintomática é a atenção que se dispensa a um reality show como o BBB. Atualmente badalado apenas pelo Grupo Globo e a sua tentacular rede de mídias, o Big Brother Brasil se tornou a fórmula esgotada, o de ontem, o de hoje, o de sempre, […]

Ou do Amor e Ódio

Bíblico, psicológico, sociológico, a mini-série “Dois Irmãos” trata de um tema tabu nas famílias, a preferência da mãe por um dos filhos. E as consequências desse amor mal balanceado na cabeça e no comportamento de acordo com a dose de amor recebido por cada um. Como o sociólogo polonês Zygmunt Bauman escreveu, “os outros têm […]

Quando o jornalismo cultural vira sinônimo de entretenimento

Até para quem não é da área de comunicação, não é surpresa alguma que o modelo de negócios da maior emissora aberta do país inclua priorizar seus próprios produtos no âmbito do entretenimento e, sempre que possível, no jornalismo. Então, mesmo leigos percebem que se trata de um merchandising institucional quando Ingrid Guimarães vai ao […]

Debates eleitorais, erros e memórias

A reforma na lei eleitoral, feita no ano passado e que entrou em vigor para as eleições deste ano, traz novas preocupações aos órgãos de imprensa. Um dos novos artigos reduziu o tempo da campanha eleitoral de 90 para 45 dias, começando em 16 de agosto. O período de propaganda dos candidatos no rádio e […]

Comunicação oficial sob nova administração

Jornal Nacional de quarta-feira, 1º de junho último. A reportagem sobre ativistas sem teto que ocuparam o prédio da Presidência da República, em São Paulo, chega ao ápice focalizando PMs dando cacetadas, literalmente, em uma mulher e outros invasores desarmados. Logo William Bonner justifica a violência dos policiais – a mulher chutou uma lixeira. Este […]

Orquestra da crise toca plim-plim

A imprensa brasileira é grotesca, para não dizer coisa pior. Cabe a ela ter ética, imparcialidade e senso de realidade dos fatos, sempre fiel à verdade. Como disse, ela é grotesca, não cumpre com a decência e a honradez de sua missão: informar, isenta de interesses mesquinhos que gerem ganhos a uma parcela privilegiada. A […]

Faltava imundice — agora sobra

O espetáculo protagonizado pela jornalista Mirian Dutra desde o dia 19 de Fevereiro desvenda uma imprensa mais mambembe, avacalhada e vulnerável do que as demais instituições, órgãos e poderes da república. No auge do mais corrosivo e demorado escândalo da história brasileira, o episódio deveria merecer no máximo 30 segundos num programa pornográfico da madrugada […]

O caminho da relevância para a Rede Globo

Há alguns meses, pensei em escrever um texto sobre um caminho que considerava não ter volta: a irrelevância da TV aberta entre os millenials. A também chamada Geração Y – que compreende os nascidos após os anos 1980 até meados dos anos 1990 – parece ter migrado quase que inteiramente para a TV por assinatura […]

O telejornalismo diante da tarefa de dizer o indizível

Frente às tragédias, o jornalismo televisivo se vê pressionado a uma árdua tarefa: manter viva a premissa de atualidade e de tempo real deste veículo, trazendo de forma ágil conteúdos, imagens e respostas ao espectador em relação àquilo que transcorre no mundo. Em resumo, cabe à televisão achar o que dizer sobre o indizível, ponderar […]

O novo Brasileirão entre o modelo espanhol e o inglês

Um dos assuntos mais comentados nos atuais tempos da crônica esportiva, e principalmente dos veículos de comunicação que pautam outros veículos de comunicação, o efeito “Sônia Abrão” e “Flávio Ricco” da mídia é a divisão dos famigerados direitos de transmissão para eventos esportivos nos canais brasileiros. A negociação das próximas três temporadas da Liga dos […]

Babilônia reverteu a Regra do Jogo

A TV Globo lastimou até o último capítulo,  na sexta feira 28/08,  ter escolhido “Babilonia” para coroar suas bodas de ouro, 50 anos de emissão e várias décadas fazendo — na falta de outra — o papel de Hollywood nacional. Gastou 200 mil dólares por capítulo e não conseguiu mais do que 25 pontos de […]

O dilema do Grupo Globo

O Grupo Globo cresceu 15% em 2014, tornando-se o 17º maior proprietário de mídias do mundo (já mencionei o fato na edição 863 deste Observatório). É o terceiro que mais cresceu no ano passado, atrás apenas do Facebook (63%), e do Baydu, da China (43%). O Google é o número um e em toda a […]

As brechas para a subversão na TV

Divulgada esta semana, a entrevista com o ator Pedro Cardoso pelo jornalista Maurício Stycer traz uma oportunidade riquíssima para pensar sobre diversas questões relativas ao atual panorama da televisão. Funcionário da Rede Globo há mais de trinta anos, o ator atuou em diversas atrações da emissora (dentre elas, algumas marcadamente ousadas e experimentais, como TV […]

Mudando de tom

“Hoje é um novo dia de um novo tempo” (Rede Globo) De cara nova, o Jornal Nacional tenta recuperar o público deixado para trás em mais de quarenta anos de história. Esse cenário é uma realidade que afeta telejornais de todo o mundo. Estima-se que a audiência do JN desabou, sentindo o peso da “âncora” […]

O enquadramento do outro e a lógica da TV que ajuda

Em meio à grande quantidade de “opiniões formadas sobre tudo” que proliferam hoje nas redes sociais, chamou-me a atenção um longo texto que “viralizou” (até o dia em que escrevo esta análise eram 1.278 curtidas e 348 compartilhamentos do Facebook). O texto é de Anderson França, criador da Universidade da Correria, instituição que promove cursos […]

TV Globo terá novo serviço sob demanda

A TV Globo vai lançar, no segundo semestre, um novo serviço de vídeo por demanda. Evolução do Globo TV+, o serviço permitirá que o espectador veja os programas em qualquer tipo de dispositivo. Um aplicativo próprio vai facilitar a tarefa: com uma senha única, o assinante verá suas configurações e preferências, independentemente do aparelho usado. […]

Realidade paralela

Desde outubro de 2011, a Globo informa que as suas novelas, séries e humorísticos são "obra de ficção coletiva baseada na livre criação artística e sem compromisso com a realidade".