Thursday, 18 de August de 2022 ISSN 1519-7670 - Ano 22 - nº 1201

Artigos de Deonisio da Silva

Estranhos redentores de abacaxis

  Jorge Luís Borges conta-nos em O estranho redentor Lazarus Morell que “em 1517, o Padre Bartolomeu de las Casas sentiu muita pena dos índios que se consumiam nos penosos infernos das minas de ouro das Antilhas e propôs ao imperador Carlos V a importação de negros para que se consumissem nos penosos infernos das […]


Bancos embromam a presidente

  A palavra broma tem no espanhol o significado de mingau de aveia, brincadeira e burla, entre outros, mas designa também um molusco que se agarra ao casco das embarcações, dificultando e atrasando a navegação. Provavelmente o espanhol aproveitou o grego broma, cárie, úlcera. Temos, no português, broma e embromar. O certo é que embromar […]


A presença judaica no Brasil

  Porto Alegre está completando 240 anos e o jornal Zero Hora encartou caderno especial na edição de segunda-feira (26/3) para celebrar a efeméride. A Secretaria Municipal da Cultura, liderando as comemorações, apresentou extensa programação com palestras, shows etc. Um das palestras teve lugar na Sala Álvaro Moreira, ao lado da Biblioteca Josué Guimarães (um […]


Carrus navalis, carnevale, carnaval

  Os primeiros carnavais, ainda sem este nome, foram realizados entre os anos 600 e 520 a.C. na Grécia antiga, de onde foram trazidos para Roma e adaptados ou mesclados aos festejos pagãos. Mas é provável que eles tenham sido influenciados por celebrações semelhantes feitas às margens do Nilo desde o ano 4.000 a.C., em […]


Todos querem ser ouvidos. E lidos

A revista Lola (Ano 2, número 16, janeiro de 2012) que está nas bancas não deu chamada de capa à sua melhor matéria: uma entrevista de várias páginas concedida pela romancista e psicanalista Betty Milan a Luciana Ackermann, com fotos de Pablo Saborido. Há quatro anos a escritora faz na Veja online uma coluna que […]


Direito autoral na berlinda

Os jornais de segunda-feira (12/12) amanheceram com a triste notícia. Em vez da bela, sagaz, profunda, complexa e dulcíssima poesia de Cecília Meireles, nossas folhas traziam uma briga danada sobre os direitos autorais que envolvem disputas familiares. A vida de escritor não é fácil em lugar nenhum do mundo, mas no Brasil ela traz dissabores […]


A mídia ausente

O anfiteatro estava lotado no Congresso de Escritores para minha oficina A Arte de Narrar. Durou duas horas. Foram feitas perguntas muito pertinentes. Fábio Lucas, um dos melhores críticos literários do Brasil, assistiu à oficina inteirinha. Menalton Braft, grande escritor, com prêmios importantes na bagagem, inclusive alguns Jabutis, me apresentou ao distinto público, mas todos […]


Nem Colombo, nem outubro

A América, cujo descobrimento festejamos na quarta-feira, 12 de outubro, foi descoberta no dia 22 ou 23 de outubro, mas no mesmo dia. É que no dia em que Teresa D’Ávila morreu, 4 de outubro de 1582, entrou em vigor o calendário gregoriano, que acrescentou 10 dias ao calendário então vigente. Essa mudança na arte […]


Ministra fala de uma, mas esquece a outra

Infelizmente, nem a ministra que se ocupou da calcinha e do sutiã de Gisele Bündchen, de repente assuntos de Estado e não apenas de moda ou mais especificamente de lingerie, nem suas colegas de outros ministérios lançam mão da presença feminina no governo da presidente Dilma Rousseff para cuidar de outros temas, igualmente inerentes à […]


A herança do educador

Se formos duros como eles, diremos aos que classificam de maldita a herança de FHC: malditos são os herdeiros, não a herança. Paulo Renato Souza (economista e professor universitário, ex-reitor da Unicamp), que substituiu Murílio Hingel (professor e diretor de escolas do ensino médio) no comando do ministério da Educação, deixou-nos, como o antecessor, uma […]


O ensino de português na berlinda

De Edmar Bacha (67 anos), ex-presidente do BNDES, um dos pais do Plano Real e criador da expressão ‘Belíndia’ para designar a sociedade brasileira, grande economista que hoje curte a bucólica Fazenda do Pinhal, onde começou o município de São Carlos (SP), que tem um PhD para 250 habitantes, deixando Genebra em segundo lugar no […]


Obama, o homem que matou o facínora

Confesso que gostaria de começar o texto de hoje com umas frases do ministro Ayres Britto, do Supremo Tribunal Federal, ditas durante o julgamento da união estável entre os homossexuais. O trechinho já é um clássico, embora a mídia, sempre em busca da síntese, tão evitada no jargão jurídico, tenha enchido a citação de reticências, […]


A beatificação sob o olhar da mídia

João Paulo II, nome escolhido quando foi eleito papa o cardeal polonês Karol Jósef Wojtyla, então arcebispo de Cracóvia, teve intensa presença na mídia, com a qual sabia lidar às mil maravilhas. Foi uma personalidade polêmica, como todos aqueles estadistas que precisam tomar decisões cruciais, nem sempre entendidas por todos e às vezes contrárias à […]


Quem não sabe, faz o quê? Pergunta

Há poucas redações com jornalistas aos quais se pode perguntar, em caso de dúvida, o clássico ‘como se escreve a palavra tal?’. E, mais do que isso, qual a regência de um verbo, a conjugação de formas irregulares, a aplicação precisa de uma forma depoente ou mediopassiva, se tal frase ou expressão leva crase ou […]


A hora e a vez do bullying

A palavra inglesa bullying está na ordem do dia, principalmente depois do massacre da Escola Tasso da Silveira, no bairro de Realengo, nos subúrbios do Rio. Bullying procede do adjetivo bully, que originalmente não designou coisa ruim. Em Shakespeare, seu sentido positivo aparece em bully Bottom, bully Doctor etc. Mas, com o tempo, bully fellow, […]


Lições aos escritores e a seus editores

O surgimento da imprensa produziu para os escritores as entidades que eles mais precisavam: leitores. E esses tiveram nas páginas de jornais, periódicos e revistas o que somente aqueles lhes poderiam dar, sem a pressa e por vezes a superficialidade das narrativas jornalísticas. No século 19, o folhetim, surgido no século anterior, transformou o romance […]


A censura e outras confusões

Luís Fernando Veríssimo lembrou em O Globo (3/4, pág. 7): ‘Quando o deputado Jair Bolsonaro, tempos atrás, lamentou publicamente que a ditadura não tivesse matado o então presidente Fernando Henrique Cardoso quando teve a oportunidade, a reação não foi a metade da causada pelas suas recentes declarações racistas e homofóbicas. Fobias por fobias, a FHCfobia […]


Cartunista é demitido por charge sobre Obama

Jornal do Brasil, 30/03 Deonísio da Silva Burrice: passado glorioso, futuro promissor O também ex-seminarista Roberto Campos disse certa vez, numa de suas famosas boutades, que no Brasil a burrice tem um passado glorioso e um futuro promissor. O jornal O Estado do Paraná demitiu o cartunista Luiz Solda. Motivo: ele fez uma charge mostrando […]


Vai dar matéria fecal

Para impedir a goteira, escravos faziam a telha suplementar, não na olaria, mas nas coxas. Saía um pouco torta, mas servia. Nascia ali a expressão ‘fazer nas coxas’ para designar malfeito. Quando dos primeiros tropeços do governo Lula, Chico Buarque disse que era preciso criar o ‘Ministério do Vai dar Merda’. Barack Obama ainda almoçava […]


Primeiras páginas contam 90 anos de história

O alvorecer de 2011 trouxe para as livrarias a 7ª. edição de Primeira página: 90 anos de história nas capas mais importantes da Folha. Reflete com boas amostras as primeiras páginas do jornal Folha de S. Paulo desde 1921. É um documento e tanto. Para os pesquisadores, uma fonte de indícios e temas a aprofundar. […]