Tuesday, 21 de May de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1288

Artigos de Ivan Berger

Que país, este

Com um Estado fragilizado pela iniquidade da classe política e refém de um arcabouço jurídico que favorece a impunidade, não é à toa que a barbárie avance a olhos vistos.


A ‘Ovelha Negra’ santista

Salta aos olhos a estagnação e mesmo o retrocesso em setores vitais da sociedade, seja sob o ponto de vista social, que patina e sofre com os problemas de sempre, como nos meios intelectual, musical e esportivo. E de forma ainda mais dramática, no jornalístico.


Vaza, Galvão

No livro autobiográfico-memorialista-pastiche ‘Fala, Galvão’ (Editora Globo), o narrador televisivo mais famoso do país, nascido Carlos Eduardo dos Santos Galvão Bueno, pavoneia-se à tripa forra no papel de protagonista e testemunha privilegiada dos mais importantes eventos esportivos dos últimos 40 anos.


Morre que passa

A exemplo do futebol, escrever sobre política é chover no molhado. Não faltam crises, vilões e factoides para incrementar o que no fundo não deixa de ser um grande teatro, uma farsa recorrente e interminável. A grande diferença entre ambos, claro, é que a política interfere diretamente em nossas vidas e, mais especificamente, no bolso […]


O governo terceirizado

No precário padrão de nossas classes legentes, não faltam evidências de que o excesso de liberdade e liberalidade pode ser contraproducente, da mesma forma como o trânsito desmesurado de informações serve mais para embaralhar as ideias do que elucidar.


O cocô do cavalo do bandido

Para um país carente de tudo como o nosso, que precisa urgentemente se reinventar, nada poderia ser mais desanimador do que a devastadora falta de protagonistas que se denota não só na área político-governamental, como em praticamente todos os setores vitais da sociedade. Dói na alma constatar que vivemos um vácuo de lideranças impositivas, um […]


Sobre suicidas e suicídios

Na longa e deliciosa entrevista com Carlos Heitor Cony, da série Dossiê Globo News, exibida no canal a cabo GloboNews, a crucial e atualíssima questão do suicídio a certa altura surge, se não de modo a explicar e muito menos justificar um gesto tão extremo, lançar alguma luz nos meandros mentais que levam alguém a […]


O dia depois de amanhã

Se a arte imita a vida, como preconizava Aristóteles, é lícito supor que a recíproca seja verdadeira, e sob tal prisma, não é preciso ter um feeling muito apurado para perceber que há clima de filme-catástrofe pairando no ar. Tipo o épico enredo que intitula este artigo, em que as pessoas são pegas de surpresa […]


Muita lenha para pouca fogueira

Que era uma espécie de bomba relógio, todo mundo sabia. Se as investigações e consequentes prisões de operadores, donos e executivos das empreiteiras envolvidos no petrolão já foram suficientes para abalar as estruturas do governo petista, a revelação dos nomes dos políticos que teriam se beneficiado do esquema, sob um clima de expectativa e tensão […]


Uma bandeira a ser empunhada

Há uma antiga anedota – por sinal ainda bastante atual – que alude a um possível privilégio do Brasil no plano geral da criação, como sendo um país abençoado por estar livre de calamidades, rigores climáticos, convulsões sociais e outros infortúnios comuns a maioria dos povos. Na resposta lacônica que a piada atribui ao Criador, […]


O último refúgio dos velhacos

Antes mesmo da virada do ano, dava-se como favas contadas que 2015 seria especialmente conturbado. Conturbado e sofrido. E de fato, nem foi preciso esperar muito para o bicho pegar, com o verdadeiro pesadelo de coisas ruins ou desandando que marcaram o mês de janeiro. O recrudescimento de ações terroristas e conflitos étnico-religiosos no Velho […]


Somos todos farsantes

Em pleno século 21 e a despeito da frenética expansão dos meios de comunicação, não é difícil encontrar quem ainda duvide que o homem fincou os pés na lua, que o nosso DNA é 99% igual ao dos ratos e até mesmo que o Holocausto tenha realmente acontecido, atribuindo seus horrores à dramatização da comunidade […]


A última volta do parafuso

Há razões de sobra para crer que tudo na vida é cíclico, que a História se repete e que povos sem memória estão condenados a repetir sempre os mesmos erros. Vai ver por causa disto o Brasil não tira o pé da lama, não sai do marasmo de um enredo que reflete a leniência e […]


O estouro da boiada

Nada como um dia após o outro. Embora nada seja tão ruim que não possa piorar um pouco mais, axioma máximo da irrefutável cartilha de Murphy, no fim, mesmo que demore uma eternidade, o bem, a virtude e a justiça prevalecem. É nisso que a gente acredita e em que se fundamenta – mesmo aos […]


Com a mão na cumbuca

A confirmação da exclusão do Grêmio da Copa do Brasil pode ter satisfeito os áulicos da opinião pública e saltimbancos da imprensa esportiva, mas para o futebol no geral, e para o clube gaúcho em particular, o perigoso precedente aberto com a drástica punição transcende os possíveis efeitos didáticos apregoados pelos hipócritas de plantão. Perigoso […]


Palhaçada

“Cara de palhaço, roupa de palhaço, pinta de palhaço/ Foi este o meu amargo fim/ Cara de gaiato, roupa de gaiato, pinta de gaiato/ Foi o que você arranjou pra mim/ Estavas roxa por um trouxa/ Pra fazer cartaz/ Na tua lista de golpista/ Tem um bobo a mais.” Sucesso na década de 1960, o […]


Devagar com o andor

É notório o despreparo e o açodamento da imprensa para lidar com situações que exigem bom senso e comedimento. Bom senso para analisar as coisas com sabedoria e equidistância. Comedimento para não cometer as costumeiras injustiças. Um desses temas delicados diz respeito aos recorrentes casos e acusações de racismo que, quando divulgados na mídia com […]


Velho por fora, doente por dentro

O Brasil é um país relativamente novo, mas tem cara de velho. A Constituição está puída, os contratos sociais que regem a sociedade, caindo pelas tabelas, as lideranças políticas ostentam cabelos grisalhos e/ou caras plastificadas por botox, os grandes ídolos populares bordejam a casa dos setenta, e não menos longevos são os luminares da imprensa. […]


Bola pro mato

Num mundo de comunicação instantânea como o de hoje, o multifacetado retrato da historicamente turbulenta saga humana – a cargo e sob a batuta da mídia –, mal e mal dá para digerir, quanto mais racionalizar. Há um acúmulo de fatos, informações e versões desencontradas e déficit de intérpretes confiáveis. A consequência disso é a […]


O grande irmão

Após o refresco da Copa, o pega pra capar das eleições renova a pilha de uma imprensa sabidamente rachada e em pé de guerra, do jeito que o diabo gosta. Diabo e prepostos que impregnam o meio político e manjados setores midiáticos, os quais, segundo reza a lenda, vendem a alma ao dito-cujo para lograr […]