Sunday, 21 de July de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1297

‘Smartphones’ devem superar PCs em 2014

Há alguns trimestres, as unidades vendidas de smartphones vêm superando as dos computadores tradicionais. Mas, em 2014, a base instalada, ou seja, o número total de dispositivos em uso dos telefones móveis com acesso à internet deve ultrapassar pela primeira vez a dos PCs. A projeção foi feita pela consultoria britânica Enders, especializada no mercado de tecnologia móvel. Segundo seu estudo, a base de PCs conta atualmente com pouco mais de 1,5 bilhão de aparelhos em todo o mundo. Dados de uma pesquisa do site Business Insider apontam que o ano deve terminar com 1,4 bilhão de smartphones no mundo, o que dá dois aparelhos para cada nove pessoas no mundo.

A curva de crescimento dos smartphones ao longo dos anos é acentuada. Quatro anos atrás, 5% da população mundial tinha esse tipo de aparelho. No fim deste ano, a porcentagem deve chegar a 22%. Já os PCs tiveram uma queda de 8,6% no terceiro trimestre de 2013 em relação ao mesmo período no ano passado, segundo a Gartner.

Para muitos, o smartphone realiza várias tarefas que antes só podiam ser feitas no computador. “Existe uma grande camada da população que não tinha acesso à internet e agora passou a ter com o smartphone”, explica Thiago Moreira, diretor de digital da consultoria Nielsen. Segundo ele, no Brasil 25% dos usuários de smartphone usam o aparelho móvel como seu principal ponto de conexão à rede.

“Muitos consumidores vão preferir gastar seu dinheiro com um smartphone do que com um PC,” diz Moreira. Com o telefone, “ele tem possibilidade de utilizar Wi-Fi grátis, navegar no ônibus”, lembra o especialista. No Brasil, os smartphones também tiveram aumento de vendas maior que os eletroportáteis (24% contra 22%) entre janeiro e agosto de 2013, segundo a consultoria GfK.

Android

O aparecimento nas lojas de centenas de modelos a preços acessíveis, quase todos com sistema operacional Android, foi outro fator fundamental para a ascensão dos smartphones, em especial nos mercados em desenvolvimento.

De acordo com dados do terceiro trimestre da IDC, o sistema Android, pertencente ao Google, está presente em 81% dos aparelhos do planeta. Depois vêm o iOS (do iPhone), com 12,9%, e o Windows Phone, com 3,6%.

A Samsung, cujos aparelhos utilizam o sistema Android, continua liderando com folga entre as fabricantes, tendo despachado mais de 80 milhões de aparelhos de diferentes faixas de preço no terceiro trimestre deste ano.

O analista da Nielsen lembra também que a recente chegada da plataforma Firefox no mercado deve trazer ainda mais opções de aparelhos de baixo custo. O site da Vivo, por exemplo, oferece dois modelos com sistema Firefox: o Alcatel One Touch Fire, por R$ 29, e o LG Fireweb, por R$ 89, vinculados a plano da operadora.

“Ainda há muito mercado virgem para o smartphone e o tablet crescerem”, diz Moreira, referindo-se a potenciais consumidores. Ele acredita que o mercado de PCs já atingiu seu teto de penetração e não tem mais para onde crescer. “As vendas que ocorrem hoje são principalmente de substituição.”

Teto

Em alguns mercados, porém, as vendas de smartphones podem estar próximas do seu teto. Nos Estados Unidos, 56% de toda a população adulta já tem um aparelho desse tipo. Na Europa, o crescimento de vendas, de acordo com a IDC, é o mais lento em nove anos. Somado a isso, os lançamentos de modelos perderam o sabor de novidade e surpresa que tinham há alguns anos, limitando-se na maior parte das vezes a demonstrações técnicas de mais megapixels e mais processamento.

Em 2014, é previsto que até mesmo os tablets superem a venda global de PCs, embora sua base instalada ainda não atinja os 500 milhões de unidades. No Brasil, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), os tablets representarão 45% das vendas de eletrônicos em 2014. Hoje, a categoria já vende mais que desktops (computadores de mesa) no país (colaborou Bruno Capelas).

******

Camilo Rocha, do Estado de S.Paulo