Wednesday, 10 de August de 2022 ISSN 1519-7670 - Ano 22 - nº 1200

Artigos de Luiz Cláudio Cunha

Um jogo de paciência e investigação

Esta é a reportagem de uma grande reportagem – no sentido mais literal e menos arrogante do termo.A reportagem é uma longa travessia que contraria as práticas e os limites de tempo sempre estritos da notícia. Se a notícia é o urgente relato de um fato, a reportagem é a descrição ampliada e circunstanciada desse […]


Retrato 3 x 4 de um fotógrafo

Na década de 1980, como chefe da sucursal da Editora Abril em Porto Alegre, tive o privilégio de trabalhar com a menor e certamente mais talentosa equipe de fotografia da imprensa brasileira. Na cobertura de revistas como Veja, Placar, Quatro Rodas, Exame e outras, eu comandava um dream team integrado simplesmente por Ricardo Chaves, Leonid […]


A conexão verde-amarela do bom velhinho

As últimas imagens de Augusto Pinochet, vivo, enganam. Mostram um velhinho simpático de 90 anos, sorridente, gentil, rosto inchado de um Papai Noel sem barbas, rodeado de crianças, recebendo ursinho de presente, movimentando-se penosamente em cadeiras de rodas, amparado em bengalas e nos braços rijos de seus encorpados seguranças. Mas era apenas o outono do […]


O homem que salvou Lílian Celiberti

‘Hay una pareja uruguaya desaparecida en la calle Botafogo’, dizia a voz, firme mas tensa, que fazia um telefonema anônimo à sucursal da revista Veja, naquela manhã de sexta-feira, 17, novembro de 1978. Perguntei o que significava ‘casal desaparecido’, e o homem respondeu, antes de desligar: ‘Detenidos’. Começava ali o fiasco do seqüestro de Lílian […]


Adeus à IstoÉ

Seu Domingo, Acabo de ser informado, às 17h desta sexta-feira (31/3), por telefonema do redator-chefe, Mário Simas Filho, que estou sendo desligado da Sucursal de Brasília [da IstoÉ], onde trabalhei desde julho de 2002. Ao longo destes quatro anos, desfrutei de alguns dos melhores e mais gratificantes momentos profissionais de minha longa carreira, lá se […]


Como a IstoÉ tornou-se IstoEra

‘Jornalismo é a prática diária da inteligência e o exercício cotidiano do caráter.’ Cláudio Abramo (1923-1987) Marques, eu não o conheço e, certamente, V. me conhece menos ainda. Sou um devoto da palavra escrita. Minha inspiração é o bravo Churchill, meu conservador predileto, que atravessou as madrugadas de Londres iluminadas pelas bombas da Luftwaffe ditando […]


O mea-culpa de Zuenir Ventura

Alerta geral: corra à livraria mais próxima e compre o livro Minhas histórias dos outros, de Zuenir Ventura. Nas páginas autobiográficas de um dos mais elegantes e importantes jornalistas brasileiros a partir da segunda metade do século 20, você vai repassar histórias, fatos e personagens que marcaram alguns dos episódios marcantes das últimas quatro décadas […]