Thursday, 22 de February de 2024 ISSN 1519-7670 - Ano 24 - nº 1275

Política internacional

O que esperar de sua política externa?

Lula venceu as eleições presidenciais brasileiras em 30 de outubro. O Brasil, em breve, passará por este processo de transição política. A mudança esperada é multifacetada. Essa mudança é democrática e, sem dúvida, social. Mas será ela também diplomática? A política externa nunca está no centro das campanhas eleitorais, seja na do Brasil, da França […]

O retorno do El Dorado? A América Latina cortejada de Norte a Leste

Pedro Sánchez, presidente da Espanha, Frank-Walter Steinmeier, presidente da Alemanha, e Antony Blinken, secretário de Estado dos Estados Unidos, visitaram sucessivamente vários países latino-americanos nas últimas semanas. O espanhol visitou a Colômbia, Equador e Honduras em agosto de 2022. O alemão visitou o México em setembro de 2022. O americano visitou a Colômbia, o Chile […]

Recomeça na Itália -e pode terminar no Brasil

Começo a escrever diante do teletexto suíço. A notícia principal vem da Itália: Giorgia Meloni, 45 anos, conseguiu maioria na Câmara de Deputados e no Senado para governar o país. Pela primeira vez, desde o fim da Segunda Guerra Mundial, o fascismo retorna ao poder, e, pela primeira vez, é uma mulher quem governará a […]

Não existe um mínimo de respeito no presidente Bolsonaro

Ao que se saiba, ainda não chegou nenhuma nota diplomática de Londres, do Foreign Office, ao Ministério das Relações Exteriores em Brasília sobre a inconveniência, gafe, desrespeito, má educação ou na linguagem mais chula, grossura, cometida pelo presidente Bolsonaro, durante o luto dos ingleses pela morte de sua rainha. Os ingleses são educados, gente fina, […]

ONU evoca crimes contra a humanidade em Xinjiang

Faltava pouco para meia-noite quando o relatório do Alto Comissariado de Direitos Humanos da ONU sobre a situação da minoritária população muçulmana uigur, na região chinesa de Xinjiang, foi distribuído para os correspondentes da imprensa internacional em Genebra. São 45 páginas que devem ter sido analisadas, linha por linha, pela alta comissária Michelle Bachelet, dada […]

América Latina e a guerra russo-ucraniana: economia, uma dimensão subestimada

América Latina: tímida em relação à Ucrânia, leniente em relação à Rússia? Do Canadá à Europa, passando pelos Estados Unidos, lança-se um olhar severo a esse decepcionante e reticente “Extremo Ocidente”. É certo que todos esses países, de uma ou outra maneira, condenaram a violação da soberania ucraniana. Mas nenhum deles aplicou sanções com respeito […]

A Cúpula das Américas em Los Angeles e a desorientação do país anfitrião

De 6 a 10 de junho de 2022, os Estados Unidos sediaram a nona Cúpula das Américas na Califórnia. A Cúpula fundadora foi organizada em Miami em 1994. Antes de retornar aos Estados Unidos, esses encontros continentais percorreram as Américas, da Argentina ao Panamá, passando pelo Chile e a Colômbia. Essas cúpulas reúnem informalmente, com […]

Kremlinologia chilena: um retrato da posse presidencial de Gabriel Boric

É legítimo falar de kremlinologia chilena? A palavra é, em efeito, muito datada. Por falta de informações, cada festa patriótica soviética dava lugar na imprensa e nas chancelarias “ocidentais” a uma minuciosa atualização diária, por observadores especializados, os “kremlinologistas”, dos presentes e dos ausentes na vitrine do poder. Nada comparável com a cerimônia de posse […]

Eleições legislativas em Portugal: que sentido atribuir à vitória do PS?

Na eleição antecipada do legislativo em Portugal, ocorrida em 30 de janeiro, vimos acontecer algo raro hoje em dia na Europa, o Partido Socialista português e o Primeiro-ministro, em final de mandato, António Costa, serem reconduzidos ao poder com uma maioria absoluta de assentos no parlamento. Jean-Jacques Kourliandsky, diretor do Observatório da América Latina da […]

O fenômeno dos “explicadores” da guerra na Ucrânia

Já dá para afirmar que a guerra na Ucrânia acelerou a agonia do modelo tradicional do noticiário jornalístico praticado por grandes jornais e telejornais, especialmente aqui no Brasil. O fenômeno é visível através do aumento exponencial da audiência das lives dos chamados “explicadores” de notícias, como Rogerio Anitablian, ou de jornalistas independentes como Reynaldo Azevedo […]

Integração latino-americana: rumo a uma cautelosa revisão diplomática

Há vários meses, a América Latina está elegendo presidentes “progressistas” e provavelmente o fará em 2022. Depois do México, da Argentina, da Bolívia, do Peru e do Chile, a Colômbia e o Brasil podem ter chefes de estado classificados como “de esquerda”. Essas escolhas, ou a probabilidade delas, poderiam provocar uma mudança de orientação diplomática? […]

Éric Zemmour está perdendo o fôlego?

Dentro de pouco mais de quatro meses, os franceses irão às urnas escolher o presidente. Já existem treze candidaturas confirmadas, representando as diversas tendências políticas. O atual presidente Emmanuel Macron deverá pleitear sua reeleição em janeiro, enquanto o mais ativo e turbulento pré-candidato, o nacionalista franco-atirador Éric Zemmour, racista, islamofóbico e anti-imigração, acaba de oficializar […]

Eleições na Argentina: um novo ciclo liberal-conservador na América Latina?

As eleições legislativas, que ocorreram no domingo, 14 de novembro, na Argentina, foram inquestionavelmente vencidas pela coalizão de direita “Juntos pela Mudança” (Juntos por el Cambio). Esse resultado anunciaria ou confirmaria o surgimento de um ciclo liberal e conservador na América Latina? O sucesso da união das direitas é indiscutível. “Juntos pela Mudança” venceu com […]

Nicarágua em véspera de eleições: falsas janelas democráticas?

A que democracia as eleições presidenciais e legislativas de 7 de novembro na Nicarágua se referem? Dois dias antes da ida às urnas, Jean Jacques Kourliandsky, diretor do Observatório da América Latina, destaca a progressiva desintegração das liberdades na Nicarágua e a sua aparência democrática. 4.300.000 nicaraguenses foram convidados a votar no 7 de novembro […]

Somos um exemplo para o mundo

O presidente Bolsonaro declarou que o Brasil é um exemplo para o mundo. As queimadas consumiram 20% do Pantanal desidratando a fauna composta de 36 espécies em extinção e espalhando uma chuva negra pelo sudeste do país. A resposta do presidente foi “estamos vendo alguns focos de incêndio”. O desmatamento alarmante da Amazônia provocou reação […]